Pular para o menu

ACT

Excedente de Pessoal: A cláusula que todo ACT gostaria de ter

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora

Desde o dia em que passou a vigorar, em novembro de 2017, a reforma trabalhista (Lei 13.467/17) que retira os direitos dos trabalhadores, dá a liberdade para as empresas realizarem demissões em massa sem que haja qualquer negociação prévia com o sindicato da categoria. Foi o que aconteceu aos professores da UniRitter, no Rio Grande do Sul. O ministro do Tribunal Superior do Trabalho, Ives Granda, autorizou a demissão em massa de 150 profissionais de ensino utilizando os argumentos da nova Lei.

Imagem para destaque: 
destaque
Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
Publicar no destaque principal
Publicar no destaque secundário: 
off

PETROBRÁS - Acordo Coletivo de Trabalho 2017-2019

Publicar no Na Hora: 
off

 

Clique aqui para ver o ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2017-2019

Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
off
Publicar no destaque secundário: 
off

Com ACT aprovado, trabalhadores e trabalhadoras da Petrobrás mantêm Estado de Greve

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora

Trabalhadores e trabalhadoras da Petrobrás lotados em unidades situadas no Estado do Rio Grande do Norte aprovaram a assinatura da proposta de Acordo Coletivo – 2017/2019 e decidiram manter o Estado de Greve contra as privatizações de ativos da companhia.

As deliberações foram tomadas em Assembleia Geral desmembrada em 16 sessões realizadas em bases administrativas e operacionais, no período de 26 a 29/12.

Imagem para destaque: 
destaque
Crédito da imagem: 
Deivson Mendes
Publicar no destaque principal: 
Publicar no destaque principal
Publicar no destaque secundário: 
off

Trabalhadores e trabalhadoras da Petrobrás no RN aprovam ACT e mantêm Estado de Greve

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora

Com a rodada de sessões deliberativas praticamente concluída, trabalhadores e trabalhadoras da Petrobrás no Rio Grande do Norte aprovaram por expressiva maioria os indicativos da FUP/SINDIPETRO-RN e decidiram acatar a proposta de Acordo Coletivo negociada com a companhia, além de manter o Estado de Greve contra as privatizações.

Imagem para destaque: 
destaque
Crédito da imagem: 
Gilson Sá
Publicar no destaque principal: 
Publicar no destaque principal
Publicar no destaque secundário: 
off

Campanha Reivindicatória-2017: Por que a Cláusula 42?

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora

A cláusula 42 da minuta de ACT dos trabalhadores e trabalhadoras da Petrobrás, que trata de “Excedente de Pessoal”, tem sido objeto de grande polêmica. A razão principal relaciona-se ao fato do dispositivo tratar de despedida coletiva ou plúrima, motivada ou imotivada, além de rotatividade de pessoal (turnover), nas novas condições impostas pela contrarreforma trabalhista, e numa conjuntura onde a Petrobrás vem se desfazendo de vários ativos.

Imagem para destaque: 
destaque
Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
Publicar no destaque principal
Publicar no destaque secundário: 
off

Trabalhadores da PERBRAS do RN cruzam os braços por avanços no ACT

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora
Chamada: 
Protesto aconteceu nas cidades de Mossoró, Alto do Rodrigues e Serra do Mel

No Dia Nacional de Luta por “Nem um direito a menos!”, trabalhadores e trabalhadoras da PERBRAS que atuam no Rio Grande do Norte cruzaram os braços e promoveram parada de advertência. A atividade foi realizada nesta sexta-feira, 15, nas bases administrativas e operacionais da Petrobras no Alto do Rodrigues, Mossoró e na sonda de produção SPT – 80, que está operando no município de Serra do Mel.

Imagem para destaque: 
destaque
Crédito da imagem: 
Deivson Mendes
Publicar no destaque principal: 
Publicar no destaque principal
Publicar no destaque secundário: 
off

FUP cobra esclarecimentos da Petrobrás sobre proposta do ACT

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora

Após analisar criteriosamente a minuta da proposta de Acordo Coletivo apresentada pela Petrobrás, o Conselho Deliberativo da FUP determinou que uma representação da direção retorne à empresa ainda nesta quinta-feira, 14, para buscar esclarecimentos sobre questões da redação que a assessoria jurídica identificou problemas. 

A FUP também cobrará as minutas das propostas de ACT da Transpetro e da Araucária Nitrogenados, que até agora não foram enviadas pelas subsidiárias.

Imagem para destaque: 
destaque
Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
Publicar no destaque principal
Publicar no destaque secundário: 
off

Com proposta recusada e greve aprovada, Petrobrás decide prorrogar Acordo até 31/12

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora

No dia seguinte à comunicação da decisão da categoria petroleira de aprovar greve por tempo indeterminado, caso a empresa insista em apresentar propostas que signifiquem retirada de direitos, a Gerência de RH da Petrobrás enviou documento à Federação Única dos Petroleiros – FUP comunicando a prorrogação do Acordo Coletivo de Trabalho 2015-17, até 31 de dezembro.

Imagem para destaque: 
destaque
Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
Publicar no destaque principal
Publicar no destaque secundário: 
off

Trabalhadores da PROGEL rejeitam contraproposta de ACT

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora
Chapéu: 
Insuficiente
Chamada: 
Decisão foi tomada por unanimidade em assembleias realizadas entre os dias 24 e 26

Por entender que ainda é insuficiente, trabalhadores e trabalhadoras da PROGEL – PROJETOS GEOLÓGICOS rejeitaram por unanimidade a contraproposta de Acordo Coletivo de Trabalho 2017/18 apresentada pela empresa.

A decisão foi tomada em assembleias realizadas nos dias 24, 25 e 26 de outubro, na subsede do SINDIPETRO-RN, em Mossoró; na Base Administrativa da Petrobrás em Natal; e no S-7, no Alto do Rodrigues, respectivamente, conforme Edital enviado à Empresa.

Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
off
Publicar no destaque secundário: 
Publicar no destaque secundário

Trabalhadores da PROGEL estão rejeitando contraproposta de ACT

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora
Chapéu: 
Setor Privado
Chamada: 
Consulta teve início na terça-feira, 24, em Mossoró, e se estenderá a Natal e Alto do Rodrigues

Por unanimidade, trabalhadores PROGEL de Mossoró, que atuam na sede administrativa da empresa e na Base 34 da Petrobrás, rejeitaram a contraproposta do ACT 2017/2018 encaminhada pela empresa. A decisão foi tomada em assembleia deliberativa realizada na terça-feira, 24, na subsede do SINDIPETRO-RN, em Mossoró.

Imagem para destaque: 
destaque
Crédito da imagem: 
Deivson Mendes
Publicar no destaque principal: 
off
Publicar no destaque secundário: 
Publicar no destaque secundário
Divulgar conteúdo