Pular para o menu

Senado aprova projeto de Inácio contra assédio moral no trabalho

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora
Chapéu: 
Brasil
Chamada: 
CCJ aprovou, quarta-feira (5), PL que veda a prática desse crime no serviço público

Para o senador Inácio Arruda, “o assédio moral é execrável em qualquer ambiente de trabalho, mas torna-se ainda mais reprovável quando se trata do serviço público, em que o eventual exercício de cargos de chefia se dá em nome do interesse público e deve ser pautado pelos princípios constitucionais da impessoalidade e da moralidade”.

Imagem para destaque: 
destaque
Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
off
Publicar no destaque secundário: 
Publicar no destaque secundário
Compartilhar:

Baker/BJ Services: SINDIPETRO-RN cobra soluções acerca de carga horária excessiva e assédio moral

Publicar no Na Hora: 
off
Chapéu: 
Setor Privado

Levar ao conhecimento da diretoria e informar ao Sindicato as medidas corretivas tomadas em relação a denúncias sobre prática de assédio moral e jornada de trabalho excessiva. Por enquanto, essas foram as soluções anunciadas pelas representantes da Baker/BJ, Flávia Oliveira e Isabela Alves, que atuam no setor de RH e Jurídico, respectivamente, em reunião de esclarecimentos com o SINDIPETRO-RN. O encontro aconteceu na última quinta-feira, 30, na subsede do Sindicato, em Mossoró. 

Imagem para destaque: 
destaque
Crédito da imagem: 
Deivson Mendes
Publicar no destaque principal: 
Publicar no destaque principal
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:

MPT entra com ação contra Banco do Brasil por assédio moral em cobrança de metas

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora
Chapéu: 
Piauí
Chamada: 
Pressão sofrida por trabalhadores era 'injustificável e insuportável', diz procuradora, citando alguns casos

O Ministério Público do Trabalho (MPT) do Piauí informou que entrou com ação civil pública contra o Banco do Brasil, por dano moral coletivo, no valor de R$ 10 milhões. Segundo o MPT, o motivo é o assédio moral sofrido por funcionários no estado para obtenção de metas. "A principal forma de pressão é por mensagens SMS em aparelhos celulares. O valor da multa deverá ser revertido em campanha publicitária de combate ao assédio moral no trabalho e em programas de acompanhamento psicológico aos trabalhadores", diz o Ministério Público.

Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
off
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:

Juízes são despreparados para combater assédio moral nos locais de trabalho

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora

Segundo especialistas, a organização das rotinas de atividades, somada à imaturidade e ao conservadorismo do Judiciário contribuem para o aumento dos casos de adoecimento

Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
off
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:

Trabalhador cobra indenização por horas-extras e assédio moral

Publicar no Na Hora: 
off
Chapéu: 
Audiência
Chamada: 
Processo tramita na Segunda Vara do Trabalho de Mossoró e é acompanhado pelo Sindicato

Seguiu para a etapa de coleta de depoimentos o processo de um trabalhador que pleiteia na Justiça a reintegração à função de Técnico de Operações, além de indenização da Petrobrás por assédio moral e pelo não pagamento de horas-extras. O prosseguimento da Audiência aconteceu na última terça-feira (3), no TRT, em Mossoró.

Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
off
Publicar no destaque secundário: 
Publicar no destaque secundário
Compartilhar:

Petroleiro fala sobre seu caso no Blog "De olho no discurso" de Daniel Dantas

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora
Chapéu: 
Entrevista / Assédio Moral
Chamada: 
"O assédio moral foi devastador em minha vida", diz Hélio Oliveira, empregado da Petrobras há 30 anos
É lamentável, mas são cada vez mais comuns - ou cada vez mais conhecidos -, os casos e situações em que trabalhadores sofrem consequências profissionais, pessoais e mesmo sérios problemas de saúde devido àquilo que se convencionou chamar de assédio moral - mas que alguns preferem classificar como violência simbólica no ambiente de trabalho.
Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
off
Publicar no destaque secundário: 
Publicar no destaque secundário
Compartilhar:

Sindipetro-RN faz cobranças em reunião com Luiz Ferradans

Publicar no Na Hora: 
off
Chapéu: 
DIREITO DOS TRABALHADORES
Chamada: 
Entidade denunciou assédio e perseguições que estariam sendo praticadas por gerentes e supervisores

Nos últimos dias, o Sindipetro-RN reuniu-se em duas oportunidades com o Gerente Geral da UO-RNCE, Luiz Ferradans. A última delas, no dia 25 de junho, para apresentar um levantamento de denúncias publicadas por esta entidade, em seus veículos de comunicação, cobrando providências imediatas acerca dos ataques aos direitos trabalhistas e perseguições à categoria.

Imagem para destaque: 
destaque
Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
Publicar no destaque principal
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:

Terceirizados denunciam a prática de perseguição e assédio

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora
Chapéu: 
NOTAS
Chamada: 
A direção do SINDIPETRO-RN rejeita a posição intimidatória das empresas que prestam serviço à Petrobras

ADLIM – Trabalhadores da empresa, que presta serviços ao SOP/RPCC, têm denunciado a prática de perseguição e assédio moral pelos supervisores da ADLIM. Numa tentativa de intimidar os trabalhadores, a empresa tem desrespeitado os seus direitos e submetido os terceirizados a constrangimentos de forma repetitiva, com ações que incluem ameaças de demissão, desestabilizando a relação do funcionário e o ambiente de trabalho.

Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
off
Publicar no destaque secundário: 
Publicar no destaque secundário
Compartilhar:

Trabalhadores denunciam prática de assédio moral na Petrobras

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora
Chapéu: 
ASSÉDIO MORAL
Chamada: 
A omissão da empresa tem reforçado o comportamento dos assediadores e estimulado o surgimento de outros

O SINDIPETRO-RN tem recebido diversas denúncias de assédio moral praticado por alguns supervisores e gerências, sem que a Petrobras adote políticas para coibir esta prática abominável. Para a direção do Sindicato, a omissão da empresa só tem reforçado o comportamento dos assediadores e estimulado o surgimento de outros.

Imagem para destaque: 
destaque
Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
off
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:
Divulgar conteúdo