Pular para o menu

TST considera greve na CBTU não abusiva e fixa reajuste salarial de 4,5%

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora

O Tribunal Superior do Trabalho (TST) julgou não abusiva a greve de ferroviários e metroviários da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), que durou 38 dias, após impasse nas negociações. Além disso, a Seção Especializada em Dissídios Coletivos (SDC) fixou em 4,5% o reajuste salarial das categorias – o processo envolvia sindicatos de Pernambuco, Minas Gerais, Rio Grande do Norte, Paraíba, Alagoas e da Zona da Central do Brasil, no Rio de Janeiro. A CBTU oferecia 2%. A data-base é 1º de maio.

Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
off
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:

Negociações entre ferroviários e CBTU fracassam e greve continua

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora
Chamada: 
Funcionários querem um reajuste salarial de 5,13%. Em Natal, também exigem funcionamento de três locomotivas desativadas

Faz 30 dias que os ferroviários aderiram à greve em cinco capitais, que foram Natal, Recife, Belo Horizonte, Maceió e João Pessoa. De acordo com os dados da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), a paralisação prejudicou 501 mil pessoas e 5 mil usuários somente em Natal.

Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
off
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:

Estrutura de trens urbanos de Natal é a mesma há 40 anos

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora

Adquiridas em 1968 pela extinta Rede Federal Ferroviária (RFFSA), as quatro locomotivas que conduzem os vagões da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) em Natal, nunca foram trocadas. Já os vagões, são os mesmo desde o ano em que foram comprados, em 1970. Das quatro máquinas, porém, somente duas estão em uso. O que reduz a 50% o fluxo de viagens. Ontem pela manhã, um problema mecânico deixou uma delas inoperante por horas, provocando atrasos em efeito cascata na linha Natal/Ceará-Mirim.

Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
off
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:
Divulgar conteúdo