Pular para o menu

Comissão da Verdade

Os direitos humanos: universais e irrevogáveis

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora
Chapéu: 
Direitos Humanos

Dia 10 de dezembro se comemorou o Dia Internacional dos Direitos Humanos e foi o dia da entrega do relatório final da Comissão da Verdade. O relatório apontou 377 pessoas responsáveis por crimes contra a humanidade durante o período de 1946 e 1988. Porém, segundo a Lei da Anistia (anistia vem da palavra amnésia), ninguém deverá ser punido, mesmo que tenham torturado mais de 300 pessoas como aconteceu. 

Imagem para destaque: 
destaque
Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
off
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:

Relação entre empresas e repressão é tema de seminário em SP

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora
Chapéu: 
Comissão da Verdade

A relação entre empresas e o aparelho repressivo da ditadura estará no foco de um seminário no próximo dia 15 de março, às 13h30, na Assembleia Legislativa de São Paulo. O evento é uma iniciativa do Grupo de trabalho "Ditadura e Repressão aos Trabalhadores e ao Movimento Sindical", da CNV, e reunirá acadêmicos, pesquisadores, jornalistas, sindicalistas e membros e assessores das duas comissões.

Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
off
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:

Comissão da Verdade acessa arquivos do Ministério do Trabalho

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora

O Grupo de Trabalho Ditadura e Repressão aos Trabalhadores e ao Movimento Sindical, da Comissão Nacional da Verdade (CNV) iniciou na última semana o reconhecimento de arquivos do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) que são importantes para o entendimento da história do trabalho e do sindicalismo brasileiros e aos quais sindicalistas e historiadores reivindicam acesso há anos.

Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
off
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:

Comissão da Verdade pedirá ao Ministério do Trabalho dados de sindicalistas perseguidos

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora

Rede Brasil Atual

A coordenadora da Comissão Nacional da Verdade (CNV), Rosa Cardoso, vai solicitar ao ministro do Trabalho e Emprego, Manoel Dias, uma lista completa de todos os sindicatos, sindicalistas e trabalhadores perseguidos pela ditadura (1964-1985). O compromisso foi firmado pela comissionada junto a representantes de cinco centrais em reunião realizada na tarde desta terça-feira (11) no escritório da Presidência da República em São Paulo.

Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
off
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:

Comissão da Verdade pede colaboração das universidades públicas

Publicar no Na Hora: 
off

A Comissão Nacional da Verdade enviou ofícios a 81 universidades públicas de todo o país, requisitando aos reitores dessas instituições que apresentem num prazo de 60 dias informações a respeito de professores, funcionários e servidores que tenham sido “cassados, aposentados compulsoriamente, mortos ou desaparecidos por motivação política”, no período de 1964 a 1985. 

Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
off
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:

Comissão da Verdade cria grupo para investigar Operação Condor

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora

Um grupo de trabalho, coordenado pela Comissão Nacional da Verdade, vai investigar as atividades da Operação Condor, que oficialmente começou a vigorar em 1975 em plena ditadura militar. A operação foi uma aliança político-militar entre os governos autoritários do Brasil, da Argentina, do Chile, da Bolívia, do Paraguai e do Uruguai. A estimativa é que mais de 100 mil pessoas foram mortas e 400 mil torturadas em decorrência das ações da operação na região.

Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
off
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:

Comissão da Verdade não fará nada sozinha, diz integrante

Publicar no Na Hora: 
off

Cético, mas entusiasmado. Estes dois adjetivos aparentemente paradoxais se misturam quando Cláudio Fonteles analisa a missão da Comissão Nacional da Verdade (CNV), da qual é um dos sete membros. “A CNV em si, por si, sozinha, não vai a lugar nenhum, não vai fazer absolutamente nada, o resultado será zero”, introduz o assunto o primeiro procurador-geral da República nomeado pelo governo Lula, agora aposentado pelo Ministério Público.

Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
off
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:

Ex-delegado do Dops diz a Comissão da Verdade que incinerou corpos em usina

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora

Em depoimento à Comissão Nacional da Verdade, o ex-delegado do Departamento de Ordem Política e Social (Dops) Cláudio Guerra reafirmou os crimes que cometeu durante a ditadura militar (1964-1985). Entre as denúncias, relatadas no livro Memórias de uma Guerra Suja, está a incineração de corpos de militantes de esquerda na Usina Cambaíba, em Campos dos Goytacazes, no norte do Rio de Janeiro.

Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
off
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:

Juízes pedem agilidade na instalação da Comissão da Verdade

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora
Chapéu: 
DIREITOS HUMANOS
Chamada: 
Manifesto cobra rápida instalação da Comissão e defende o encaminhamento de ações no Judiciário

A Associação Juízes para a Democracia (AJD) divulgou ontem um manifesto no qual cobra do governo a rápida instalação da Comissão da Verdade. Os 130 signatários do documento também defendem o encaminhamento de ações no Judiciário.

Confira abaixo Manifesto na íntegra:

Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
off
Publicar no destaque secundário: 
Publicar no destaque secundário
Compartilhar:

Comissão da Verdade e memória da nação

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora

O Brasil vive desde sua independência um processo contraditório no que diz respeito a sua memória. Na afirmação da nação emergente, consolidou-se uma história oficial, donde todos os atos de violência foram ou glorificados ou relegados ao esquecimento.
Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
off
Publicar no destaque secundário: 
off

Compartilhar:
Divulgar conteúdo