Pular para o menu

SINDIPETRO-RN realiza fórum de debate sobre a Petros

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora
Chapéu: 
Palestra
Chamada: 
Criação de novo CD extinguiria demais planos, atingindo também participantes do PP-2

A criação de um novo CD que extingue os demais planos, atingindo também os participantes do PP-2, é vista como ameaça a ser combatida pela categoria. Esse alerta foi dado pelos conselheiros da Petros, Paulo César Martin e Norton Cardoso de Almeida, durante o fórum de debate sobre o equacionamento do déficit do PP-1 e andamento do GT Petros realizado pelo SINDIPETRO-RN, na última quinta-feira, 26, em Natal/RN.

Imagem para destaque: 
destaque
Crédito da imagem: 
Gilson Sá
Publicar no destaque principal: 
off
Publicar no destaque secundário: 
Publicar no destaque secundário
Compartilhar:

Quem informa a categoria é a Diretoria Colegiada do SINDIPETRO-RN!

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora

A Petros divulgou para a categoria petroleira o "Comunicado da Petrobras sobre estudo de novo plano CD", onde afirma que:

"A Petrobras divulgou nesta segunda-feira (16/7) em sua intranet comunicado sobre a possibilidade de criação de um novo plano de previdência complementar para os participantes do PPSP-R e do PPSP-NR. Trata-se de estudo preliminar sobre a estruturação de um novo plano de contribuição definida, que teria migração voluntária e substituiria o PPSP.".

Imagem para destaque: 
destaque
Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
Publicar no destaque principal
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:

PETROS: Sindicato tem novas orientações para entrega de documentação

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora

Apesar das manobras implementadas pela Fundação Petros, a batalha judicial contra o equacionamento abusivo do PP-1 prossegue. A decisão liminar obtida pelo SINDIPETRO-RN na 10ª Vara Cível de Natal permanece válida. O despacho determina que o equacionamento seja feito pelo valor mínimo, ou seja, que se restrinja à parcela correspondente ao excedente do limite técnico.

Imagem para destaque: 
destaque
Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
Publicar no destaque principal
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:

Em reunião com a Previc, GT da Petros cobra suspensão do equacionamento do PP-1

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora

O Grupo de Trabalho da Petros, integrado pela FUP, está buscando junto à Previc (Superintendência Nacional de Previdência Complementar), órgão regulador do setor vinculado ao governo federal, a suspensão dos descontos do equacionamento do Plano Petros 1. A informação é do representante dos trabalhadores no Conselho Deliberativo da Petros e diretor da FUP, Paulo César Martin, em vídeo divulgado hoje pela Federação.

Imagem para destaque: 
destaque
Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
Publicar no destaque principal
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:

Petrobrás / Petros ferem decisão judicial e ainda fazem ironia

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora

Em comunicado expedido na última segunda-feira, 12, a Petrobrás esclarece que o contracheque do adiantamento salarial do dia 10 de março “já considera os efeitos das contribuições extras para o equacionamento do déficit do PPSP”. Emitido pelo RH, o documento representa uma verdadeira confissão de culpa, sendo que o desconto constitui uma clara afronta à categoria e ao Poder Judiciário.

Imagem para destaque: 
destaque
Crédito da imagem: 
Christian Vasconcelos
Publicar no destaque principal: 
Publicar no destaque principal
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:

Cisão do Plano Petros-1 agora é pra valer

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora

Com quase uma década de atraso, a Petros, finalmente, vai separar as massas do PPSP (mais conhecido como PP-1) em dois planos: o PPSP-R, que reunirá os participantes e assistidos que repactuaram e o PPSP-NR, voltado para os não repactuados. O anúncio foi feito esta semana pela Fundação, após a aprovação da Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc).

Imagem para destaque: 
destaque
Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
Publicar no destaque principal
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:

Outro Sindicato da FUP garante equacionamento do PPSP pelo valor mínimo

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora
Chapéu: 
Mais um
Chamada: 
Sindipetro de Minas Gerais conquistou uma liminar que determina essa decisão seja cumprida pela Petros

Na quarta-feira, 28 de fevereiro, o Sindipetro de Minas Gerais conquistou liminar determinando à Petros que o equacionamento do déficit do PPSP (Plano Petros-1) deve ser feito pelo valor mínimo permitido em lei. A decisão foi proferida pela 28ª Vara Civil do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais, em atendimento à Ação Civil Pública que o sindicato move contra a Petros (processo nº 5157049-17.2017.8.13.0024).

Imagem para destaque: 
destaque
Crédito da imagem: 
FUP
Publicar no destaque principal: 
off
Publicar no destaque secundário: 
Publicar no destaque secundário
Compartilhar:

Desempenho do PP-1 reforça necessidade de revisão da proposta de equacionamento

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora

O desempenho alcançado pelo Plano Petros-1 durante o ano de 2017 reforça a necessidade de revisão da proposta de equacionamento do déficit apresentada pela PETROS. A opinião é defendida pelo membro do Conselho Deliberativo da instituição, Norton Cardoso Almeida. O conselheiro manifestou esse posicionamento em seminário promovido pelo SINDIPETRO-RN, nos dias 7 e 8 de fevereiro, em Mossoró e Natal, respectivamente.

Imagem para destaque: 
destaque
Crédito da imagem: 
Gilson Sá
Publicar no destaque principal: 
Publicar no destaque principal
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:

Liminar que suspende equacionamento do PP-1 pelo máximo vale para todos os participantes e assistidos

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora

Os representantes da FUP no Grupo de Trabalho Paritário que discute alternativas para resolver o déficit do Plano Petros 1 notificaram à Petros nesta quarta-feira, 29, sobre a decisão judicial que suspende o equacionamento pelo máximo.

Imagem para destaque: 
destaque
Crédito da imagem: 
FUP
Publicar no destaque principal: 
Publicar no destaque principal
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:

Plano Petros 1: Sindicato da FUP garante na Justiça equacionamento pelo valor mínimo

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora

O Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo decidiu que o equacionamento do déficit do Plano Petros 1 deverá ser feito pelo menor valor permitido por lei. A sentença foi proferida pela juíza Fabiana Marini, nesta terça-feira (28), sendo favorável à ação civil pública ajuizada pelo Sindipetro Unificado-SP, em 9 de outubro, na 12ª Vara Cível de São Paulo.

Imagem para destaque: 
destaque
Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
Publicar no destaque principal
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:
Divulgar conteúdo