Pular para o menu

Quem lucra e quem paga a conta do desmonte da Petrobrás?

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora

O anúncio dos resultados da Petrobrás no segundo trimestre de 2019 está sendo festejado pelos gestores da empresa, pelo governo e pelo mercado. Não poderia ser diferente.  Os R$ 18,8 bilhões que a Petrobrás “lucrou” foram obtidos às custas da entrega do patrimônio público, projeto principal da equipe econômica do governo Bolsonaro.

Imagem para destaque: 
destaque
Crédito da imagem: 
FUP
Publicar no destaque principal: 
Publicar no destaque principal
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:

Petrobrás divulga prejuízo líquido no primeiro trimestre de R$ 1,2 bilhão

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora

A Petrobrás divulgou, nesta quinta-feira, 12, os resultados consolidados do primeiro trimestre de 2016 (1T-2016). Segundo o comunicado publicado no blog Fatos e Dados, a companhia apresentou, no período, um prejuízo líquido de R$ 1,2 bilhão. Já, o EBITDA (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) chegou a R$ 21,1 bilhões (queda de 2%), ante um resultado de R$ 21,5 bilhões obtido no mesmo período do ano passado (1T-2015).

Imagem para destaque: 
destaque
Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
Publicar no destaque principal
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:

Carta Capital: Por que o lucro pequeno da Petrobras engana?

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora
Chapéu: 
Economia
Chamada: 
Matéria informa que "resultado operacional do segundo trimestre é até melhor que o de 2014".

Decidimos reproduzir matéria publicada em Carta Capital por transcrever uma análise que consideramos correta sobre os resultados obtidos pela Petrobrás no segundo trimestre de 2015. No entanto, discordamos da opinião, também presente nesta matéria, com relação à solução para os problemas atualmente vivenciados pela Petrobras.

 

Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
off
Publicar no destaque secundário: 
Publicar no destaque secundário
Compartilhar:

Projeto de Serra transfere lucro do pré-sal para multinacionais

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora
Chapéu: 
Alerta
Chamada: 
Especialista afirma que o projeto poderá tirar até R$ 50 bilhões da saúde e educação

O projeto de lei 131/2015, do senador José Serra (PSDB-SP), que tramita em regime de urgência no Senado e deve ser colocado em votação esta semana, pode transferir para as multinacionais os lucros que o povo brasileiro teria com a exploração dos recursos do pré-sal que, pela legislação atual, destinará 50% dos seus lucros para financiar as áreas de saúde e educação. E, para agravar o quadro, ainda colocar o país sob risco ambiental grave e desnecessário. 
 

Imagem para destaque: 
destaque
Publicar no destaque principal: 
off
Publicar no destaque secundário: 
Publicar no destaque secundário
Compartilhar:

Cinco maiores bancos receberam de remuneração compulsória R$ 33,6 bilhões

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora

Dado de 2011 representa alta de 97,4% em comparação com 2010


Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
off
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:

Governo estuda taxar lucros de bancos para financiar saúde

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora
Chapéu: 
PROPOSTA
Chamada: 
A lista de opções da Emenda 29 inclui, ainda, uma nova taxação de cigarros e bebidas

A lista de opções inclui, ainda, uma nova taxação de cigarros e bebidas, o aumento da alíquota do seguro de danos pessoais causados por veículos (DPVAT) e a utilização do dinheiro dos royalties do pré-sal.

A presidente Dilma Rousseff ainda não bateu o martelo sobre nenhuma das alternativas. Está convencida, porém, que não é possível votar na Câmara a Emenda 29 – que define os gastos da União, estados e municípios com saúde – sem uma fonte de receita.

Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
off
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:
Divulgar conteúdo