Pular para o menu

Editorial reflete sobre possíveis consequências da exploração Gás de Xisto

Publicar no Na Hora: 
off
Chapéu: 
Formulando
Chamada: 
Antecipar tal exploração pode contribuir para baixa nos preços internacionais de combustíveis

Segundo declarou a diretora-geral da Agência Nacional de Petróleo – ANP, Magda Chambriard, a 12ª Rodada de Licitações, realizada em 28 de novembro, teve por objetivo “semear a cultura do gás". Mas, de acordo com os resultados alcançados no certame, parece ter faltado uma precisão maior à declaração da dirigente. “Introduzir a cultura do gás de xisto” teria sido uma definição mais próxima da realidade.

Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
off
Publicar no destaque secundário: 
Publicar no destaque secundário
Compartilhar:

Em negociação com a Petrobrás, FUP exige respeito à vida

Publicar no Na Hora: 
off
Chapéu: 
CAMPANHA REIVINDICATÓRIA
Chamada: 
Federação ressaltou a importância de garantir mudanças estruturais no atual modelo de SMS da empresa

FUP

Nesta segunda-feira, 26, a FUP realizou a terceira reunião com a Petrobrás e subsidiárias para defesa das reivindicações dos trabalhadores. Foram abordadas as questões de Saúde, Meio Ambiente e Segurança, um dos principais capítulos da pauta da categoria. A Federação ressaltou a importância da campanha reivindicatória garantir mudanças estruturais no atual modelo de SMS da empresa.

Imagem para destaque: 
destaque
Crédito da imagem: 
Graziella Sousa
Publicar no destaque principal: 
Publicar no destaque principal
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:

ANP confirma multa de R$ 35 milhões a petroleira Chevron

Publicar no Na Hora: 
off
Chamada: 
O valor corresponde a 24 multas. Mais uma punição, relativa ao abandono de poço, está sendo julgada.

sabela Vieira
Repórter da Agência Brasil


Rio de Janeiro - A Agência Nacional do Petróleo (ANP) multou em R$ 35,1 milhões a petroleira Chevron, que vazou 3,7 mil barris de óleo em 120 quilômetros da costa brasileira, em 2011. A informação foi dada hoje (17) pela presidenta do órgão, Magda Chambriard. O valor corresponde a 24 multas. Mais uma punição, relativa ao abandono de poço, está sendo julgada.

Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
off
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:

Um acidente após o outro. Petroleiros e meio ambiente em risco

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora

Nas últimas semanas, a FUP noticiou uma série de situações que têm colocado ainda mais em risco os trabalhadores das unidades do Sistema Petrobrás, assim como as comunidades vizinhas e o meio ambiente. Acidentes e incidentes praticamente diários nas refinarias, plataformas e terminais; redução dos efetivos; cortes de custos no Abastecimento; descumprimento das normas de segurança; desmantelamento das brigadas de incêndio; subnotificação de acidentes, entres outros absurdos que a FUP e seus sindicatos constantemente denunciam.

Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
off
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:

Ministra do Meio Ambiente avisa que Rio+20 não será uma revisão da Eco 92

Publicar no Na Hora: 
off
Chapéu: 
SUSTENTABILIDADE
Chamada: 
Para o novo evento há duas mensagens-chave: "economia verde e governança de modo sustentável”, diz Izabella Teixeira

Brasília - Para a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, não deve ser vista como uma revisão da conferência que o Rio sediou há 20 anos, a Eco 92. “Não se trata de voltar ao passado, de rever documentos acordados. A Rio+20 não está modelada na Eco 92, mas no desenvolvimento sustentável a partir de duas mensagens-chave: economia verde e governança de modo sustentável”, disse a ministra ao participar hoje (29) de audiência pública no Senado.

Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
off
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:

Opinião pública perde interesse no aquecimento global

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora
Chapéu: 
MEIO AMBIENTE
Chamada: 
Segundo pesquisa temas como economia, trabalho, educação e criminalidade, estão ganhando prioridade

Economia, trabalho, educação, criminalidade. De acordo com uma enquete realizada pelo instituto de pesquisas Nielsen, esses são assuntos que podem estar ganhando prioridade para o consumidor mundial em comparação com as mudanças climáticas. Mas isso não significa que o meio ambiente tenha sido de todo esquecido; a pesquisa diz apenas que questões ambientais mais imediatas, como a poluição do ar e da água, são o foco das atenções.

Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
off
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:
Divulgar conteúdo