Pular para o menu

Leilão de Libra: bilhete premiado será repartido entre cinco empresas

Publicar no Na Hora: 
off
Chapéu: 
Pré-sal
Chamada: 
Além da Petrobrás, participam do consórcio vencedor a Shell, Total, CNPC e CNOOC

Quarenta minutos. Este foi o tempo necessário para que o leilão do campo de Libra fosse concretizado. O consórcio vencedor – o único a disputar o certame – é integrado pela Petrobrás, com 40% de participação; Shell e Total, com 20% cada; e pelas estatais chinesas: CNPC e CNOOC, cada uma com 10%.

Não houve lances. De acordo com o edital, venceria o leilão o consórcio que oferecesse à União o maior volume de óleo excedente, que é aquele obtido após descontar-se o custo de produção. Sem concorrentes, o consórcio vencedor ofereceu o percentual mínimo fixado pela ANP: 41,65%.

Imagem para destaque: 
destaque
Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
off
Publicar no destaque secundário: 
Publicar no destaque secundário
Compartilhar:

Basta! Petróleo deve servir aos interesses do país e do povo!

Publicar no Na Hora: 
off
Chapéu: 
LIBRA
Chamada: 
Leilões representam um atentado contra a soberania nacional e rebaixam condições de trabalho

Em 21 de outubro, a Agência Nacional de Petróleo – ANP – pretende leiloar o Campo de Libra. Inserido na Bacia de Santos, em área do Pré-sal, Libra é a maior reserva petrolífera brasileira, podendo conter um volume total de óleo ou gás equivalente, estimado entre 26 e 42 bilhões de barris.

Imagem para destaque: 
destaque
Crédito da imagem: 
Graziella Sousa
Publicar no destaque principal: 
Publicar no destaque principal
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:

Sindicato defende nova política para exploração do Pré-sal

Publicar no Na Hora: 
off
Chapéu: 
Leilões
Chamada: 
O SINDIPETRO-RN exige que Libra, assim como os demais campos, fique integralmente sob controle da Petrobrás

Com a publicação de uma Portaria pelo Ministério de Minas e Energia - MME, no último dia 21 de julho, está confirmada para 22 de outubro a intenção da ANP de realizar a primeira rodada de licitação em áreas do Pré-sal, que também poderá ser a primeira sob o regime de partilha. Esta forma de exploração estabelece como vencedor do leilão o consórcio que oferecer “o maior excedente em óleo para a União”. A autorização para a realização da rodada foi dada, ainda em maio, pelo Conselho Nacional de Política Energética (CNPE).

Imagem para destaque: 
destaque
Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
off
Publicar no destaque secundário: 
Publicar no destaque secundário
Compartilhar:
Divulgar conteúdo