Pular para o menu

Acidentes e precarização: conta do PIDV da Petrobrás

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora

A redução de efetivos imposta pela gestão da Petrobrás precarizou ainda mais as condições de trabalho, principalmente nas unidades operacionais, onde os riscos de acidentes se multiplicaram. Com o quadro de trabalhadores cada vez mais reduzido nas plataformas, refinarias, terminais e outras unidades, a empresa vem atropelando normas e procedimentos básicos de segurança.

Imagem para destaque: 
destaque
Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
Publicar no destaque principal
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:

SINDIPETRO-RN vence mais uma batalha judicial no combate à precarização

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora
Chapéu: 
EXTERRAN
Chamada: 
Empresa mantinha acordo rebaixado com o Sindicato dos Metalúrgicos, desrespeitando unicidade sindical

A Justiça do Trabalho julgou procedente a ação coletiva movida pelo SINDIPETRO-RN, em desfavor da EXTERRAN Serviço de Óleo e Gás Ltda. e, de forma subsidiária, também condenou a Petrobrás ao pagamento de todas as verbas decorrentes da sentença, em caso de inadimplemento por parte da reclamada principal.

Imagem para destaque: 
destaque
Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
Publicar no destaque principal
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:

Precarização do trabalho revolta trabalhadores da Empercom

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora
Chapéu: 
SETOR PRIVADO
Chamada: 
Sindicato encaminhou ofício à Gerência da Construção de Poços Terrestres-CPT/N/NE cobrando reunião conjunta

A Diretoria do SINDIPETRO-RN encaminhou, na última sexta-feira, 26, um ofício ao gerente da CPT/N-NE, Francisco Queiroz, solicitando a realização de uma reunião conjunta, com participação de representante da Empercom. O encontro objetiva expor, discutir e dar solução para os inúmeros problemas existentes nas áreas em que a terceirizada realiza atividades de sondagem.

Imagem para destaque: 
destaque
Crédito da imagem: 
Graziella Sousa
Publicar no destaque principal: 
off
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:

Centrais intensificam luta para barrar avanço do Projeto de Lei 4330

Publicar no Na Hora: 
off
Chapéu: 
TERCEIRIZAÇÃO SEM LIMITES
Chamada: 
Em reunião no último dia 21, as centrais elaboraram um plano de ação unitário para impedir a aprovação do PL

FUP

As principais centrais sindicais do país (CUT, CTB, CGTB, Força Sindical, UGT, Nova Central e Intersindical) articulam novas frentes de luta para barrar o Projeto de Lei 4.330/2004, de autoria do deputado federal Sandro Mabel (PMDB/GO), que libera por completo a terceirização, precariza ainda mais essa forma de contratação e ameaça diretos históricos da classe trabalhadora.

Imagem para destaque: 
destaque
Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
Publicar no destaque principal
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:

Fórum e Manifesto lançados em Brasília combatem terceirização

Publicar no Na Hora: 
Publicar no Na Hora
Chapéu: 
CENTRAIS SINDICAIS
Chamada: 
Manifesto defende a garantia de igualdade de direitos e condições entre trabalhadores contratados e terceirizados

Nesta quinta-feira (17), as centrais sindicais CTB e CUT se uniram a outras entidades no lançamento, na Câmara dos Deputados, em Brasília, do Fórum Nacional de Combate à Terceirização. Na ocasião, foi divulgado o Manisfesto em defesa dos direitos dos trabalhadores(as) ameaçados pela precarização das relações e condições de trabalho.

Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
off
Publicar no destaque secundário: 
Publicar no destaque secundário
Compartilhar:

Precarização extrema obriga trabalhadores a paralisarem atividades

Publicar no Na Hora: 
off
Chapéu: 
San Antonio
Chamada: 
Movimento teve início na noite do último dia 19 e reivindica condições dignas de trabalho, segurança e direitos

Os trabalhadores da San Antonio Internacional, que prestam serviços à gerência da CPT, exercendo atividades no ATP-ARG, iniciaram uma paralisação por tempo indeterminado, na noite do último dia 19 de março. O movimento reivindica condições dignas de trabalho, segurança e reconhecimento de direitos.

Crédito da imagem: 
Arquivo
Publicar no destaque principal: 
off
Publicar no destaque secundário: 
off
Compartilhar:
Divulgar conteúdo