Pular para o menu
1296588060

44% dos deputados eleitos em 2010 apoiam jornada de 40h

01 de fevereiro de 2011 às 16:21

Pelo menos 44% dos deputados que tomarão posse nesta terça-feira (1º) apoiam a redução da jornada de trabalho de 44 horas para 40 horas semanais sem a diminuição de salário — bandeira histórica do movimento sindical.

O levantamento foi realizado pelo Portal G1, que ouviu 81% dos parlamentares eleitos em outubro de 2010.

Entre as 13 perguntas propostas estava: "É a favor da redução da jornada de trabalho de 44 para 40 horas semanais sem redução de salário?".
Dos 414 parlamentares que participaram, 229 disseram "sim", 116, "não", e 69 não souberam responder.

A redução da jornada de trabalho sem diminuição de salários está prevista na Proposta de Emenda Constitucional 231/95, de autoria do então deputado (e hoje senador) Inácio Arruda (PCdoB-CE), já aprovada em uma comissão especial do Congresso.

A redução da jornada para 40 horas é bandeira da CTB desde sua fundação. Segundo o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), a mudança poderia criar mais dois milhões de novas vagas.

Além da redução da jornada de trabalho sem perda de salário, a PEC 231 prevê ainda o aumento de 50% para 75% no valor das horas extras trabalhadas.

Portal CTB, com informações do IG

Compartilhar: