Pular para o menu
1465219017

Campanha “Se é público é para todos” será lançada hoje (6), com apoio dos petroleiros

06 de junho de 2016 às 10:16

destaque

Foto: Arquivo


Defender e valorizar as empresas e serviços públicos do país, que estão sob ataque no Congresso Nacional. Esse é o intuito da campanha “Se é público, é para todos”, que será lançada nesta segunda-feira, 06, a partir das 14h30, na Fundição Progresso do Rio de Janeiro. O evento é promovido pelo Comitê Nacional em Defesa das Empresas Públicas, cujo objetivo é barrar projetos de lei que visam desmontar e privatizar o Estado brasileiro, com o apoio do governo interino de Michel Temer.

Com o tema “O que é público para você?”, o evento terá participações de intelectuais, sindicalistas, movimentos sociais, partidos políticos e demais setores da sociedade civil organizada. O grupo de samba e MPB, Casuarina, fará o encerramento do ato político-cultural, que contará com palestras da filósofa Marcia Tiburi, do cientista político Emir Sader, do advogado e professor de direito tributário Ricardo Lodi, entre vários outros convidados (veja a programação completa abaixo). O ex-presidente Lula também vai dar sua contribuição e falará para os participantes logo após as palestras.

Petroleiros Na Luta - A campanha dos petroleiros “Defender a Petrobrás é defender o Brasil” expandiu-se e tornou-se um dos motes principais da luta dos trabalhadores e da sociedade brasileira contra o desmonte do Estado e do serviço público. Então, para envolver os brasileiros no debate sobre a valorização de tudo o que é público – empresas, educação, cultura, saúde, espaços, entre outros bens e direitos – criou-se a campanha “Se é público é para todos”, que conta com a participação direta da categoria petroleira.

O objetivo é mostrar que defender o que é público é defender o Brasil, atraindo para essa luta os mais diversos setores da sociedade, trabalhadores e usuários de bens, espaços e serviços públicos, em uma grande rede nacional para fortalecer as alianças entre setores progressistas e democráticos.

Participam da gestão organizadora do Comitê as centrais sindicais CUT, CTB, UGT, CSP-Conlutas, Intersindical e Nova Central, além das entidades de apoio Fenae, FUP e Contraf-CUT. Petrobras, BNDES, Casa da Moeda, Furnas, Caixa e os Correios apoiam a campanha.

Ameaça a Soberania Nacional - Um dos pontos principais da campanha é resistir aos projetos de lei que trazem ameaças às estatais e ao setor público de forma geral. Entre eles, o PLS 555, que transformaria as estatais em sociedades anônimas e traria a proibição de que representantes sindicais e/ou políticos participassem de seus conselhos. O projeto, que agora segue na Câmara dos Deputados como PL 4918, abre portas à privatização das empresas públicas. Além das estatais, estarão em foco na campanha o espaço público, a saúde, a educação, a comunicação e a cultura, com geração de propostas que serão difundidas nas redes sociais e imprensa.

O PLP 268, que ameaça representação dos trabalhadores nos fundos de pensão, conquista histórica alcançada na década de 1970, também será discutido, bem como a alteração na lei que garante à Petrobras participação obrigatória na exploração do petróleo da camada do pré-sal. Há outras propostas em tramitação que ameaçam diversos setores da esfera pública e, diante deste quadro preocupante, a campanha torna-se ainda mais importante e necessária.

Programação do evento:

14h30 – Abertura do evento

Com Jair Pedro Ferreira e Coordenação Executiva do Comitê Nacional em Defesa das Empresas Públicas

15h – Debate “O que é público para você?”

Com Jandira Feghali, Guilherme Estrella, João Pedro Stédile, Roberto von der Osten, Carina Vitral e mediação de João Antônio de Moraes

17h – Debate “O que é público para você?”

Com Marcia Tiburi, Ricardo Lodi, Emir Sader, Lindbergh Farias , Guilherme Boulos e mediação de Maria Rita Serrano

19h – Ato político-cultural com a participação do ex-presidente Lula e de lideranças dos movimentos sociais e centrais sindicais

21h – Encerramento com show do grupo de samba Casuarina.

Serviço

 

Fundição Progresso | R. dos Arcos, 24 – Lapa, Rio de Janeiro – RJ | (21) 3212-0800

Classificação: livre | Entrada franca – sujeito a lotação do espaço

Para mais informações e credenciamento:

(21) 2215-0025 ou (21) 98019-9822

Anna Carolina Braz | [email protected]

Louise Cavadinha | [email protected]

 

Com informações do Comitê Nacional em Defesa das Empresas Públicas

Compartilhar: