Pular para o menu
1462900464

Categoria petroleira norte-rio-grandense mobilizada em defesa da Democracia!

10 de maio de 2016 às 14:14

destaque

Foto: Magno Helder

Integrados ao Dia Nacional de Luta em defesa da democracia, da soberania, dos direitos sociais e trabalhistas, petroleiros e petroleiras norte-rio-grandenses amanheceram mobilizados, promovendo diversas manifestações, nesta terça-feira, 10, em várias bases da Petrobrás no Estado.

Em Natal, já a partir das 4h30, trabalhadores lotados no Polo Guamaré, Alto do Rodrigues e nas plataformas marítimas debateram, em assembleia, o andamento da luta contra as ameaças à Constituição e ao Estado Democrático de Direito. Como consequência, em protesto à ofensiva golpista, decidiram atrasar os embarques para suas respectivas áreas, em pelo menos duas horas.

Ainda em Natal, começando às 8h30, teve início uma assembleia com trabalhadores da sede administrativa, na qual foi deliberada a participação massiva da categoria, na manifestação agendada pelas Frente Brasil Popular e pelas centrais sindicais: CUT e CTB. A mobilização acontece a partir das 16h00, com concentração no cruzamento das avenidas Salgado Filho e Bernardo Vieira, e passeata pela BR-101, até a entrada do campus da UFRN.

Em Alto do Rodrigues, trabalhadores e trabalhadoras da Usina Termelétrica Jesus Soares Pereira (UTE-JSP) também realizaram uma assembleia. Durante a sessão, iniciada às 7h30, os participantes analisaram o programa golpista intitulado “Ponte para o futuro”, assim como os objetivos de diversos projetos de lei que se encontram tramitando no Congresso Nacional.

A conclusão dos trabalhadores da UTE-JSP é de que o golpe, travestido de impeachment, não passa de uma tentativa ilegítima de tomada do poder por forças econômicas e políticas interessadas em restaurar o modelo neoliberal, a fim de privatizar empresas, desnacionalizar a economia e eliminar direitos sociais e trabalhistas.

Atos Públicos – No Polo Industrial de Guamaré, que sedia diversas instalações da Petrobrás, dentre as quais a Refinaria Potiguar Clara Camarão, trabalhadores e trabalhadoras concentraram-se do lado de fora do portão de entrada da unidade, desde às 6h00. Em assembleia, decidiram aguardar a chegada de companheiros e companheiras vindos de Natal e de outras cidades, e, às 10h00, foi realizado um concorrido Ato Público.

Em Mossoró, a mobilização está programada para 14h00. Dada a importância da atividade petrolífera para a cidade e a região, será realizado um Ato Público, com participação de diversas entidades, em frente à sede administrativa da Petrobrás (Base-34). Além de protestar contra o golpe, em defesa da democracia e da soberania, os participantes repudiarão a decisão da Petrobrás de ceder direitos de exploração de campos terrestres de petróleo.

Compartilhar: