Pular para o menu
1484936648

CD da FUP indica aceitação da proposta da Petrobrás e manutenção do Estado de Greve contra as privatizações

20 de janeiro de 2017 às 15:24

destaque

Foto: Arquivo

O Conselho Deliberativo da Federação Única dos Petroleiros – FUP decidiu indicar aos trabalhadores e trabalhadoras da Petrobrás a aprovação da última contraproposta de Aditivo ao Acordo Coletivo de Trabalho – ACT 2015/2017 – apresentada pela empresa.

A deliberação foi tomada nesta quinta-feira, 19, após as entidades receberem as minutas oficiais com as propostas. Além de defender a aceitação da proposição encaminhada pela companhia, o CD orienta a manutenção do Estado de Greve contra as privatizações no Sistema Petrobrás.

Caso a orientação venha a ser aprovada, o desfecho da campanha salarial visando à atualização das cláusulas econômicas do ACT 2015-2017, acontecerá mais de quatro meses depois da data-base da categoria (1º de setembro), encerrando uma negociação difícil.

Buscando criar dificuldades para obter facilidades, a Direção da Petrobrás abriu as conversações propondo congelamento do salário-base e redução ou retirada de uma série de direitos, relacionados a regimes e jornadas, questões que nem deveriam integrar o escopo das negociações.

Posteriormente, ante a firmeza demonstrada pela categoria em diversas situações, derrotando, inclusive, várias manobras diversionistas promovidas pela empresa, os negociadores da Petrobrás recuaram sucessivamente em vários pontos.

Foi assim com as propostas de reajuste salarial; de redução de horas extras; de não correção de valores para o Adicional do Estado do Amazonas e Gratificação de Campo Terrestre; e para os diversos benefícios.

Ao final, mesmo enfrentando uma conjuntura caracterizada pelo retrocesso político e pelo ataque a direitos sociais e trabalhistas, o movimento sindical petroleiro conseguiu barrar o desmonte do ACT e conquistar a reposição do ICV Dieese para toda a categoria. 

Além disso, foi conquistada uma proposta de anuênio para os trabalhadores da Fafen-PR; garantido o reajuste do auxílio almoço; e a proposta de redução de jornada com redução de salário para o pessoal do Administrativo foi remetida para a Comissão de Regimes de Trabalho.

Estado de Greve

Além de indicar a aprovação da proposta de Aditivo ao ACT, o CD da FUP orienta a categoria petroleira para que aprove em suas assembleias a manutenção do Estado de Greve contra o desmonte da Petrobrás.

A Diretoria Colegiada do SINDIPETRO-RN reúne-se neste sábado, 21, às 9 horas, na sede da entidade, em Natal, para elaborar o calendário de sessões deliberativas e traçar estratégias visando à construção de um plano de ação, respaldando as lutas contra a privatização da companhia.

Indicativos

•             Aceitação da contraproposta de Termo Aditivo ao ACT 2015/2017

•             Manutenção do Estado de Assembleia Permanente          

•             Manutenção do Estado de Greve contra as privatizações no Sistema Petrobrás

 

Compartilhar: