Pular para o menu
1375275608
Contra o Projeto 4330

Centrais Sindicais programam nova mobilização nacional

Se o Governo e o Congresso não demonstrarem disposição de negociar, sindicatos poderão propor greve

31 de julho de 2013 às 10:00

destaque

Foto: Redação

Uma nova jornada nacional de lutas será realizada, de forma unificada, pelas centrais sindicais brasileiras, na próxima terça-feira, 6 de agosto. Coincidentemente, neste mesmo dia, FUP e Sindicatos deverão protocolar, junto à Petrobrás, a Pauta Reivindicatória referente à negociação do Acordo Coletivo de Trabalho 2013/2015. A mobilização nacional terá como centro uma das principais bandeiras das manifestações do dia 11 de julho, a luta contra o Projeto de Lei 4330, que escancara a terceirização e ataca direitos dos trabalhadores. Os atos públicos contra a terceirização estão sendo programados para as portas das federações patronais em todas as capitais do Brasil e também nas confederações de empresários (CNI, CNC, CNC), em Brasília.

De acordo com o secretário de Imprensa e Comunicação da CTB, Eduardo Navarro, as manifestações de 6 de agosto estão vinculadas às datas já acertadas para quatro reuniões entre governo, empresários, parlamentares e trabalhadores para discutir o PL 4330, sendo que a última delas será realizada no dia 5 de agosto. “Veremos como as discussões caminham até a última reunião, mas até lá iremos aumentar nossa mobilização, pois no dia 6 concentraremos nossas forças diante das federações patronais pelo Brasil afora”, explicou Navarro. FUP e sindicatos têm participado ativamente das mobilizações em Brasília, fortalecendo a luta das centrais para derrubar o PL 4330, que flexibiliza a CLT e libera por completo a terceirização, inclusive nas atividades-fim.

Greve – Na reunião que decidiu a realização de uma nova mobilização nacional no dia 6 de agosto, os dirigentes das principais centrais sindicais brasileiras também destacaram que, até a data do Dia Nacional de Luta, Governo Federal e o Congresso Nacional precisam dar um sinal claro de que estão dispostos a atender a pauta da classe trabalhadora ou de que se dispõem a abrir um processo de negociação. Caso contrário, e já há entendimentos nesse sentido, as centrais sindicais poderão marcar uma paralisação nacional no dia 30 de agosto.

 

Clique nas imagens (links) abaixo para assistir aos vídeos com imagens da última mobilização realizada em Natal, em 11 de julho, com participação do SINDIPETRO-RN.

Vídeo 1: Movimento na Av Roberto Freire           Vídeo 2: Concentração em frente à Arena das Dunas

     

  Vídeo 3: Parada em Frente ao TRT                         Vídeo 4: Caminhada até a Av Roberto Freire

   

Compartilhar: