Pular para o menu
1358534152
Alto do Rodrigues

Condições de trabalho no Parque de Tubos são medievais

Sindicato encaminhou denúncia, nesta sexta-feira, 18, à Comissão de ESMS e pediu interdição do local

18 de janeiro de 2013 às 15:35

Em reunião da Comissão de ESMS, realizada na manhã desta sexta-feira, 18 de janeiro, em Natal, a representação do SINDIPETRO-RN reforçou denúncias sobre a precariedade das condições de trabalho existentes no Parque de Tubos do Alto do Rodrigues, propondo a interdição do local.  O descalabro foi constatado por diretores do Sindicato quando, nesta quinta-feira, 17 de janeiro, se deslocaram até a unidade para realizar assembleia com os trabalhadores da Varco.

De acordo com o secretário-geral do SINDIPETRO-RN, Márcio Dias, o cenário choca o visitante logo na chegada. O ambiente é claramente periculoso e insalubre, com uma atmosfera impregnada por vapores de hidrocarbonetos que, certamente, comprometem a saúde do trabalhador e colocam a unidade em permanente risco.

Os prédios existentes, segundo Márcio, são deficientes, e há caso em que os trabalhadores labutam a céu aberto. As instalações sanitárias, incrivelmente precárias, contam apenas com um sanitário e um chuveiro para atender cerca de 50 trabalhadores! O mesmo pode se dizer do alojamento, onde – pasmem! – a Petrobrás teria desembolsado R$ 500 mil para viabilizar a construção.

Para completar o cenário de trabalho medieval, faltaria apenas o feitor. Mas, segundo informam trabalhadores da unidade, o quadro já está completo: o fiscal da Petrobrás é descrito como um contumaz assediador, que estaria, inclusive, beneficiando a si próprio com a concessão de plantões e horas-extras indevidas. O Sindicato exige que a Petrobrás verifique a veracidade dessas informações e torne público os esclarecimentos.

 

Compartilhar: