Pular para o menu
1557410293

Congresso acontece em momento difícil exigindo ampla participação e união

09 de maio de 2019 às 10:58

destaque

Foto: Arquivo

O 34º Congresso Estadual dos Petroleiros e Petroleiras do RN – CEPETRO-RN, agendado para o próximo sábado, 11, em Natal, acontece, em nível mais geral, numa conjuntura política e econômica de grandes dificuldades e desafios para a categoria e para o povo brasileiro.

Isto, porque, com menos de cinco meses de gestão, o governo Bolsonaro já deu mostras suficientes de que pretende dilacerar a soberania nacional, entregando ao capital estrangeiro setores econômicos, empresas e ativos estratégicos, considerados fundamentais para o desenvolvimento do nosso país.

Além disso, em uma escalada de retrocessos absolutamente insana, direitos básicos de cidadania relacionados ao trabalho, aposentadoria, educação, saúde e meio ambiente, entre outros, vão sendo eliminados pelo governo, sem interrupção, dia após dia.

Já, no terreno corporativo, ao tempo em que os trabalhadores da Petrobrás são ameaçados com o desmantelamento de benefícios historicamente adquiridos, como a PETROS e a AMS, os trabalhadores do setor privado enfrentam tentativas cada vez mais acintosas de rebaixamento e retirada de direitos, como tem acontecido nas campanhas de renovação dos Acordos Coletivos.

Asfixia

Para colocar em prática essa política antinacional e antipopular, que visa beneficiar o capital financeiro e os monopólios associados ao capital estrangeiro, o governo Bolsonaro asfixia a Democracia, atacando o Estado Democrático de Direito, fomentando a discórdia, o ódio e o preconceito.

Não por acaso, ao mesmo tempo em que extingue canais de participação e controle social na elaboração e na execução de políticas públicas, o governo também ataca as entidades sindicais, por intermédio da MP 873, que proíbe o desconto das mensalidades dos sindicalizados em folha de pagamento.

Enfrentamento

É sob esta conjuntura, plena de dificuldades, que a categoria petroleira deverá desenvolver suas lutas com vistas à defesa de condições dignas de trabalho e de remuneração. E os trabalhadores e trabalhadoras da Petrobrás, com data-base em 1º de setembro, certamente, terão pela frente uma das campanhas reivindicatórias mais complexas e difíceis de sua história.

Assim, a participação massiva no 34º CEPETRO-RN constitui uma importante demonstração de compreensão da gravidade do momento político em que em que vivemos. E mais do que isso: esta participação massiva e consciente precisa produzir a mais ampla e sólida unidade de ação já construída na categoria, a fim de enfrentarmos e derrotarmos os inimigos da nação e do povo.

Participação

Qualquer petroleiro ou petroleira pode participar do evento, bastando fazer sua inscrição antecipadamente para garantir a vaga. Como delegado, entretanto, somente podem participar trabalhadores e trabalhadoras da ativa, oriundos de empresas públicas ou privadas, aposentados, aposentadas e pensionistas, desde que sejam sindicalizados e que estejam em dia com suas obrigações estatutárias.

As inscrições podem ser feitas até a próxima sexta-feira, 10, em alguma das sedes do Sindicato, ou pela internet, enviando os dados (baixe aqui a ficha) para [email protected] . No local do Congresso, até o início do evento, também serão aceitas solicitações de inscrição.

Programação

9h – Abertura 

10h – Painel sobre a Reforma da Previdência

11h30 – Impactos da presença da Petrobras na economia do Estado

13h – Almoço

14h – Equacionamento do Déficit do Plano Petros

15h – Campanha reivindicatória e calendário de lutas

 

16h30 – Eleição dos delegados e das delegadas à PLENAFUP e encerramento

 

Compartilhar: