Pular para o menu
1425913300
América Latina

Congresso de Mulheres Venezuelanas reúne 8 mil em Caracas

09 de março de 2015 às 12:01

Um ato popular aconteceu na praça Diego Ibarra, em Caracas, onde foi feita uma sessão pública do segundo encontro do Conselho Presidencial da Mulher, um mecanismo criado por Maduro em 2014 com o objetivo aprofundar o empoderamento do povo venezuelano.
De acordo com a ministra da Mulher e Igualdade de Gênero, Andreína Tarazón, os debates do Congresso serviram para derrubar o modelo patriarcal, exclusão e opressão promovido pelo sistema capitalista. Ela ressaltou que o caminho é construir o socialismo como a única via promover a igualdade e a justiça social.
"É preciso consolidar a unidade das mulheres, pois temos diante um dos grandes desafios da Revolução: construir um novo modelo econômico que transcenda o rentismo petroleiro e a monoprodução", disse a ministra.
Tarazón destacou a necessidade de criar uma plataforma política unitária e organizada, na qual as venezuelanas tenham um papel protagonista.
A deputada María León manifestou que este é o momento propício para criar um grande movimento nacional de mulheres, pois há mais de 400 organizações femininas em todo o país.
Também o vice-presidente de Desenvolvimento Social e Missões, Héctor Rodríguez, salientou a liderança das venezuelanas no processo político da nação e ressaltou que as mulheres terão importante papel na garantia da paz por meio do trabalho coletivo.
Nos debates, a tônica das intervenções destacaram a importância das mulheres na manutenção da unidade em defesa da pátria e no enfrentamento dos planos golpistas da direita nacional e internacionalcontra a Revolução Bolivariana em curso.
O evento também contou com a participação de uma representativa delegação internacional. Representantes de Cuba, Colômbia, Espanha, Honduras e Líbano, entre outras nações, que manifestaram a solidariedade com o povo da Venezuela.
Fonte: Prensa Latina
Compartilhar: