Pular para o menu
1432226545
Condições de trabalho

Cresce mobilização pelo fim do regime administrativo no campo

21 de maio de 2015 às 13:42

destaque

Foto: Arquivo

Pelo fim do Regime Administrativo no Campo, petroleiros e petroleiras do Rio Grande do Norte estão se articulando para realizar mobilizações, nos próximos dias 27 e 28 de maio. O SINDIPETRO-RN segue promovendo assembleias nas áreas remotas, convocando os trabalhadores a aderirem à atividade. Na última terça-feira, empregados de bases de vários campos terrestres de produção debateram o assunto, que deverá ser apreciado nas demais áreas até o fim da semana. 

Depois de três reuniões, a Petrobrás continua se negando a atender a reivindicação e insiste em implantar uma escala de 8 x 6. Essa medida penalizaria ainda mais os empregados/as da Companhia, não resolvendo a situação daqueles desempenham atividades eminentemente administrativas, e interferindo nas jornadas dos que se encontram enquadrados em Regimes de Trabalho Especiais, como o TIR e o Sobreaviso, o que não é objetivo do movimento.

O foco da mobilização é a implantação imediata de um regime especial para bases remotas nos campos terrestres de produção e terminais, como o ATP-ARG e outros com situação semelhante, no âmbito de toda a Companhia. Dessa forma, seria alcançada uma solução mais equilibrada, entre o tempo que o trabalhador disponibiliza para a Empresa e o que ele dedica à sua família.

Com o objetivo de reforçar o movimento e construir a unidade na luta, os sindicatos de áreas cujos trabalhadores sofrem com a incompatibilidade de regime estão cogitando a possibilidade de organizar uma luta conjunta. No próximo fim de semana, o coordenador-geral do SINDIPETRO-RN, José Araújo, estará em Macaé para tratar do tema.  O SINDIPETRO-CE/PI também tem se mostrado presente nas ações contra a prática do Regime Administrativo no Campo. 

Compartilhar: