Pular para o menu
1335271361

CTB/RN convoca Plenária da CMS para promover Dia Nacional de Lutas

24 de abril de 2012 às 09:42

Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil no Rio Grande do Norte (CTB-RN) está convocando, para hoje, dia 24/04, a Plenária da Coordenação dos Movimentos Sociais do RN (CMS), com o objetivo de organizar a edição potiguar do Dia Nacional de Lutas. No início deste mês, em São Paulo, a mobilização dos trabalhadores, estudantes e setor produtivo reuniu 90 mil pessoas “em defesa da produção e do emprego”, como informa o presidente da CTB-RN, Moacir Soares.

Segundo Moacir, essa é uma questão estratégica para o Brasil e para o Rio Grande do Norte. “Em 2010, a indústria no país avançou apenas 0,3% em relação a 2010. Em janeiro deste ano, em relação a dezembro do ano passado, o recuo foi de 2,1%. É preciso que fiquemos mobilizados, atentos e capazes de dar uma resposta, afirmando que as políticas de juros altos e com um sistema financeiro que consome 49% do orçamento da União, não é possível superar o entraves do nosso desenvolvimento”.

O presidente da APES (Associação Potiguar dos Estudantes Secundaristas), Pedro Sérgio, informa que a 10ª Plenária Nacional da Coordenação dos Movimentos Sociais, realizada na última semana em São Paulo, aprovou o dia 5 de junho como o dia nacional de mobilização contra os abusos do sistema financeiro. “A plenária, que reuniu 50 dirigentes de vários estados, elencou essa como a questão central para os movimentos sociais”, afirmou.

Para Paulo César, da FECEB (Federação Estadual dos Conselhos Comunitários e Entidades Beneficentes), essa questão da desindustrialização ganha mais relevo no Rio Grande do Norte, onde, para ele, o atual ritmo de desenvolvimento do Nordeste não alcançou a nossa região. Paulo César afirmou que “embora o Nordeste seja a região que mais vem apresentando ritmo de desenvolvimento, o RN ainda não encontrou o seu lugar nesse processo”.

A Plenária Estadual da Coordenação dos Movimentos Sociais ocorrerá no auditório da CTB-RN a partir das 18 horas e reunirá centrais sindicais, movimentos juvenis e estudantis, sindicatos e demais organizações do movimento social para aprovar o dia de mobilização no Estado. A expectativa é mobilizar 5 mil pessoas em Natal.

Fonte: Blog de Moacir Soares

Compartilhar: