Pular para o menu
1439213639
Marcha das Margaridas

Delegação do Estado do Rio Grande do Norte reúne 15 ônibus

Caravana com trabalhadoras rurais que se dirige a Brasília partiu neste domingo

10 de agosto de 2015 às 10:33

Na manhã deste domingo, 9, 750 trabalhadoras rurais, oriundas de 158 municípios do Rio Grande do Norte, partiram de Natal com destino a Brasília. Na capital federal, nos dias 11 e 12 de agosto, elas integrarão um contingente de cerca de 70 mil mulheres trabalhadoras do campo, da floresta e das águas, oriundas de todos os estados brasileiros, na maior manifestação mundial do gênero: a Marcha das Margaridas.

A 5ª edição do evento dá continuidade à luta estratégica das trabalhadoras rurais contra todas as formas de violência e discriminação, e por um projeto de desenvolvimento que amplie e consolide a democracia. Uma mobilização grandiosa que pretende levar uma pauta geral de reivindicações a ser entregue ao Governo Federal, e outra, específica, para o Congresso Nacional.

Convocada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Agricultura (Contag), a Marcha é realizada em parceria com a CTB, UBM, CUT e outras entidades, dentre as quais, as federações de trabalhadores e trabalhadoras rurais de todos os estados brasileiros e os mais de cinco mil sindicatos de trabalhadores e trabalhadoras rurais existentes no Brasil. 

Desde o ano 2000, quando foi realizada a primeira edição, mais de 140 mil mulheres já ocuparam Brasília para cobrar políticas públicas voltadas a um modelo de desenvolvimento centrado na vida, no respeito à diversidade e contra a violência sexista.

O nome “Marcha das Margaridas” é uma homenagem à Margarida Maria Alves, presidenta do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Alagoa Grande, na Paraíba, assassinada por um pistoleiro no dia 12 de agosto de 1983. Em sua memória e para fortalecer a luta, a Marcha das Margaridas resiste, reunindo caravanas de mulheres de todo o país, que partem rumo à capital federal para cobrar suas reivindicações.

Compartilhar: