Pular para o menu
1408195187
XVI CONFUP

Dieese analisa conjuntura atual da Petrobras e petroleiros indicam rumos da luta

Mesa temática foi realizada na tarde desta quinta-feira, 15, em Natal

16 de agosto de 2014 às 10:19

destaque

Foto: Arquivo

Redução nos lucros da companhia; defasagem nos preços dos combustíveis no Brasil, em relação àqueles praticados no mercado internacional; e os ataques desfechados pela mídia contra a Petrobrás. Esses foram os principais pontos abordados pelo economista Cloviomar Cararine, técnico da subseção Dieese-FUP, durante a mesa temática: “Complexa Conjuntura no Brasil e na Petrobrás – Impactos, estratégias e perspectivas”. A atividade foi realizada no início da tarde dessa sexta-feira, 15, como parte integrante da programação do XVI Congresso Nacional da Federação Única dos Petroleiros – CONFUP, que acontece em Natal, no período de 14 a 17 de agosto.

Na opinião de Cloviomar, “a Petrobrás tem vivenciado uma conjuntura difícil nestes últimos anos, tanto no âmbito econômico, quanto social”.  Com sua produção de petróleo e gás natural estagnada em cerca de 2 milhões de barris/dia”, que resultaram nos índices de baixa em 2012 e 2013, a Companhia deverá dar prioridade à manutenção e melhorias das grandes unidades, além de investimentos na área do Pré-sal para aumentar os volumes de produção em 2014.

Em seu diagnóstico sobre a conjuntura econômica para o setor petrolífero, Cloviomar afirma que o enorme plano de investimentos da empresa em novos projetos do Pré-sal, se choca com os prejuízos sofridos pela política de contenção dos preços dos combustíveis frente àqueles praticados no mercado nacional. E a constante ofensiva da mídia contra a empresa é muito relevante para a atual situação da Companhia, podendo influenciar diretamente em sua cotação de mercado, prejudicando futuros investimentos.

A resposta para esta problemática foi amplamente discutida nas intervenções de dirigentes sindicais de diversos Estados que também participaram da mesa. Para os petroleiros presentes, a solução é rebater esses ataques através da mobilização, e a realização de um dia nacional de luta em defesa da Petrobrás, em resposta aos ataques da mídia, poderá ser uma resolução aprovada pelo Congresso.

Compartilhar: