Pular para o menu
1306760594

FUP denuncia Petrobrás por subnotificação de acidentes sem afastamento

30 de maio de 2011 às 10:03

Nesta sexta-feira,27, aFUP e seus sindicatos reuniram-se com o Ministério Público do Trabalho (MPT) para relatar os diversos casos de descumprimento do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), onde a Petrobrás compromete-se a não mais subnotificar acidentes de trabalho. Foi a segunda reunião este ano para acompanhamento do TAC.

A Federação mais uma vez apresentou casos de subnotificação de acidentes com afastamento ocorridos em várias unidades da Petrobrás, como no Paraná, em Duque de Caxias e no Norte Fluminense, onde a empresa realizou no ano passado 1.730 resgates aeromédicos e o sindicato só recebeu 271 CATs.

Ao final da reunião, o procurador João Batista Berthier Soares determinou prazo de 60 dias para que a FUP e seus sindicatos apresentem ao MPT as CATs emitidas pela empresa onde não houve o devido afastamento do trabalhador acidentado. O objetivo é recolher provas de que a empresa continua subnotificando os acidentes com afastamento.

As reuniões da FUP e sindicatos com o MPT são realizadas a cada três meses. O TAC foi firmado com a Petrobrás em setembro de 2006 e prorrogado em 2010 por mais quatro anos, em função da empresa continuar subnotificando os acidentes.

 

Fonte: FUP

Compartilhar: