Pular para o menu
1434372334
TRANSPETRO

FUP e sindicatos participam de reunião com novo presidente da subsidiária

Comunicação que não dialoga com a categoria e abre espaço para boatos é questionada

15 de junho de 2015 às 09:45

Na primeira reunião com o presidente interino da Transpetro, Claudio Ribeiro Teixeira Campos, nessa sexta-feira (12), a FUP tratou de vários temas de interesse da categoria petroleira. A Federação questionou a falha na Comunicação da companhia que não dialoga com a categoria e abre espaço para boatos, veiculados tanto na grande mídia como internamente.

Sobre rumores de desinvestimentos, Claudio Campos afirmou que não há nenhum planejamento de venda de ativos ou redução de investimentos. Segundo ele, o que existe é uma desativação de navios por solicitação da Capitania dos Portos que avalia que alguns estão obsoletos e sem capacidade de operação. Segundo Claudio, esses navios serão alienados. A Federação cobrou, no entanto, que esse processo não interfira no andamento do PROMEF.

Na reunião, a FUP, perguntou ao presidente da Companhia sobre a situação de Cabiúnas, já que está circulando entre a categoria que esse terminal seria incorporado à Petrobras. Claudio Campos confirmou a incorporação de Cabiúnas. Os petroleiros querem saber como ficará a situação dos trabalhadores deste terminal no processo de incorporação. A direção da Transpetro disse que será criado um GT para tratar dessa migração. A FUP defendeu e cobrou que todos os trabalhadores da Transpetro sejam incorporados à Petrobrás.

Terminal de Belém

Durante a reunião foi mencionada a abertura de edital para a leilão da concessão da operação do Terminal de Belém, do qual a Transpetro será uma das participantes. A FUP se posicionou favorável a que a Transpetro continue à frente do Terminal de Belém e questionou o fato de a FNP não ter se manifestado a respeito, apesar de os trabalhadores deste terminal comporem sua base.

Terceirização

A Federação reafirmou sua crítica à precarização do trabalho através de terceirizações. O presidente da Transpetro garantiu que não haverá aumento da terceirização e que está sendo concluindo um estudo de dimensionamento do efetivo, além de sinalizar que haverá abertura de concursos para a reposição do PDIV. A FUP concluiu sua participação na reunião reafirmando a defesa da Petrobrás 100% e integrada.

Fonte: FUP

Compartilhar: