Pular para o menu
1309529635

Investimentos em novas refinarias da Petrobras não sofrerão cortes, diz Lobão

01 de julho de 2011 às 11:13

O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, garantiu nesta quinta-feira que não serão feitos cortes nos investimentos das quatro novas refinarias que a Petrobras planeja construir nos próximos anos no país. Segundo ele, a redução nos projetos previstos no Plano de Negócios 2011/2015 não deverá atingir as refinarias porque o Brasil precisa aumentar a sua capacidade de produção de derivados.

"O Brasil precisa manter a programação de construção das refinarias, então, aí não deverá haver cortes de natureza alguma", disse o ministro. A Petrobras planeja construir nos próximos anos as refinarias do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), de Abreu e Lima, em Pernambuco, a Premium I, no Maranhão, e a Preminum II, no Ceará. De acordo com Lobão, a área internacional é uma das que poderão sofrer cortes de investimentos. O ministro explicou que na última reunião do Conselho de Administração, foi solicitado à Petrobras que apresentasse outras opções de redução.

Nessa reunião a estatal apresentou um Plano de Negócios com o corte da ordem de US$ 20 bilhões, como havia sido solicitado na reunião anterior. O Conselho, contudo, pediu que a Petrobras apresentasse outras possibilidades de cortes, informou Lobão. O atual Plano de Negócios (2010/2014) prevê investimentos da ordem de US$ 224 bilhões. Lobão participou, no Rio, da posse no novo presidente da Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais (CPRM), Manoel Barreto.

Fonte: O Globo Online

Compartilhar: