Pular para o menu
1362421884
REPRESENTANTE

José Maria vence eleição para o Conselho de Administração

Com apoios em todo o país, candidato conquista o segundo turno com 51,66% dos votos válidos

04 de março de 2013 às 15:31

destaque

Foto: Arquivo

O diretor da FUP, José Maria Rangel, foi eleito representante dos trabalhadores no Conselho de Administração da Petrobrás. José Maria obteve 8.561 votos (51,66% dos votos válidos), contra 8.011 (48,34% dos votos válidos) dados ao candidato concorrente, Sílvio Sinedino. Ao todo, neste segundo turno, 16.918 trabalhadores participaram da eleição, sendo registrados 80 votos em branco e 266 nulos.

José Maria Rangel é diretor da Secretaria de Saúde e Segurança da FUP e coordenador do Sindipetro-NF, onde tem travado uma longa batalha com os gestores da Petrobrás em função das condições precárias de segurança nas plataformas da Bacia de Campos. No primeiro turno da eleição para o CA, ele foi o mais votado entre os 127 candidatos que disputaram a  vaga dos trabalhadores. Na ocasião, conquistou 4.568 votos e Sílvio Sinedino obteve 4.565 votos.

Apoio nacional

Consolidando-se como candidato da unidade nacional, José Maria Rangel obteve apoios em todo o país. No Rio Grande do Norte, recebeu a adesão de Vicente Pontes, diretor do SINDIPETRO-RN que havia conquistado a 3ª colocação geral no primeiro turno. Acompanhado de diversos diretores do Sindicato, José Maria visitou várias unidades da Petrobrás no Estado e afirmou ter ficado impressionado com o nível de politização da categoria. Outros candidatos que participaram da eleição e declararam apoio a José Maria no segundo turno foram: Robson Roberto Amstalden, que trabalha cedido à BR Distribuidora, em Campinas; Rosana Scherer, que atua na área de engenharia da Refap, no Rio Grande do Sul; Orismar Holanda Gomes, dirigente do Sindipetro-CE, e Baney Toledo Gomes, dirigente do Sindipetro-ES.

Uma conquista histórica!

A participação de um representante dos trabalhadores no Conselho de Administração de empresas públicas é uma recente conquista da classe trabalhadora e, em especial, da FUP, que desde a sua fundação luta pela democratização da gestão da Petrobrás. Em 2002, o pleito foi levado pelos petroleiros ao presidente Lula, logo após a sua eleição, em 2002.

No dia 29 de dezembro de 2010, após dois anos de tramitação no Congresso Nacional, foi sancionada a Lei nº 12.353, que assegura o direito de trabalhadores elegerem um representante do Conselho de Administração de empresas públicas, sociedades de economia mista, subsidiárias e suas controladoras em que a União detenha maioria do capital social. Foi a resposta do então presidente Lula a uma reivindicação histórica da classe trabalhadora.

(Com informações da FUP, títulos da Redação)

Compartilhar: