Pular para o menu
1275361200
ACT

Koch Petróleo faz contraproposta

Sindicato orienta rejeição. Trabalhadores se reunirão amanhã para deliberar sobre proposta

01 de junho de 2010 às 00:00

Na última quarta-feira, 26 de maio, o SINDIPETRO/RN recebeu a contraproposta da Koch Petróleo para o Acordo Coletivo 2010/2012 e orientou os trabalhadores a rejeitarem a proposta. No documento, não há qualquer avanço nas questões sociais e salariais, ao contrário, a empresa oferece um ajuste salarial de apenas 3%, contra uma inflação pelo IPCA de 5,26%, INPC de 5,49% e ICV Dieese de 5,70%. Como se percebe, a empresa quer uma redução salarial.

O SINDIPETRO/RN encaminhou a proposta da empresa para todos os trabalhadores da empresa e discute, amanhã (dia 2 de junho), em Assembléia, que será realizada na sede da terceirizada, em Areia Branca, às 7h30, o posicionamento da categoria em relação a esta contraproposta campanha.

Por ser um ACT em que todas as cláusulas podem ser rediscutidas e/ou acrescidas novas cláusulas, o SINDIPETRO/RN entende que essa primeira contraproposta é insuficiente e, por isso, aconselha o prosseguimento com as negociações e a necessidade de uma mobilização, visto que não se mostra muito flexível.

Entre as reivindicações dos trabalhadores está a implantação do Plano de Cargos, Carreira e Salários – PCCS; Piso Salarial de R$ 1.100,00; Reajuste salarial de acordo com IPCA, mais 10% (dez por cento) de ganho real; Auxílio Alimentação equivalente a R$ 510,00; Auxílio Refeição no valor de R$ 25,00; Auxílio transporte de R$ 100,00; Auxílio Farmácia também de R$ 100,00; Auxílio Material escolar igual a R$ 200,00 (relativo a cada dependente e ao titular) a todos os trabalhadores e trabalhadoras, que comprovarem matrícula e freqüência regular, PLR equivalente a R$ 1.000,00, a ser paga em vinte de julho; gratificação de férias, entre outras reivindicações.

Compartilhar: