Pular para o menu
1309877835

Maior parte do petróleo de reserva será vendida, diz AIE

05 de julho de 2011 às 11:57

A Agência Internacional de Energia (AIE) espera que a grande maioria dos 60 milhões de barris de petróleo liberados das reservas de emergência seja vendida e disse que a medida já produz impacto no mercado de petróleo. A agência refutou comentários de alguns analistas de que a liberação teria um impacto menor do que o inicialmente previsto, porque alguns dos 28 países membros da AIE estão liberando petróleo para o mercado por meio de métodos mais passivos do que uma venda direta. Segundo a AIE, uma "porção muito considerável" dos 60 milhões de barris encontrará compradores, o que vai aumentar a flexibilidade e a liquidez nos mercados que ficariam apertados durante o restante do verão (no hemisfério norte), afirmou David Fyfe, diretor da Divisão de Indústria e Mercados de Petróleo da AIE.

"Nós temos visto um nível bem sucedido de aceitação para a liberação da reserva estratégica de petróleo" de 30 milhões de barris nos EUA, disse Fyfe. Essa oferta extra nos EUA significa que mais petróleo estará disponível no mercado para compradores asiáticos, onde a demanda está crescendo mais rapidamente, segundo Fyfe. No entanto, vários analistas têm questionado essa visão. "Menos de 40 milhões de barris serão vendidos dos estoques controlados pelo governo", disse o Goldman Sachs, em nota. "O restante será liberado por meio de uma redução das exigências de estoque das empresas ordenada pelo governo. Nós esperamos que a redução das exigências de estoque tenha um impacto quase insignificante" no mercado, acrescentou. As informações são da Dow Jones.

Fonte: Estadão Online

 

Compartilhar: