Pular para o menu
1311343227

Marcha das Vadias será realizada em Natal neste sábado

22 de julho de 2011 às 11:00

Marcha das Vadias. O nome do movimento pode ser inusitado, mas a proposta é séria e pertinente. Com o objetivo de chamar a atenção da sociedade para a banalização do estupro e a violência contra as mulheres, a Marcha da Vadias acontece amanhã em Natal, com concentração no Ponto Sete, em Ponta Negra, a partir das 14h. De lá, os manifestantes partem em caminhada rumo ao Morro do Careca.

A ideia da Marcha das Vadias (Slut Walk) surgiu em Toronto, no Canadá, quando um policial que dava palestra sobre segurança em um campus universitário argumentou que as estudantes deveriam evitar se vestir como vagabundas ("slut" em inglês) para não se tornarem alvo fácil de estupros. O movimento "SlutWalk" ganhou força na internet, e a primeira edição da marcha, em Toronto, reuniu cerca de 3 mil mulheres para chamar a atenção para a cultura de responsabilizar as vítimas de estupro pela agressão. No Brasil, o evento já aconteceu passou por São Paulo, Fortaleza, Belo Horizonte, Brasília.

Para Joluzia Batista, coordenadora do Coletivo Leila Diniz - uma das organizadoras do evento - a manifestação é uma oportunidade para estimular que as mulheres jovens retomem a luta pelos direitos das mulheres. "Uma declaração como essa do policial no Canadá vai contra todos os direitos que nós conquistamos: o direito de ir e vir, o direito ao corpo. O mundo está cada vez mais conservador e essa é uma oportunidade de mostrar para as jovens mulheres que ainda há muito a ser feito", disse.

A página do movimento no Facebook diz: "Marchamos porque vivemos em uma cultura patriarcal que aciona diversos dispositivos para reprimir a sexualidade da mulher, nos dividindo em "santas" e "putas", e muitas mulheres que denunciam estupro são acusadas de terem procurado a violência pela forma como se comportam ou pela forma como estavam vestidas."

Serviço

O que: Marcha das Vadias
Quando: Sábado (23/07)
Horário: Concentração a partir das 14h
Onde: Ponto Sete - Ponta Negra

Fonte: DN Online

Compartilhar: