Pular para o menu
1504025063

Mossoró: SINDIPETRO-RN homenageia Lula e pede atenção com a Petrobrás

29 de agosto de 2017 às 13:44

destaque

Foto: Deivson Mendes

Nesta segunda-feira, 28, mais de 30 mil pessoas lotaram os arredores da Estação das Artes “Eliseu Ventania”, em Mossoró (RN), para ver o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O evento integra a Caravana “Lula Pelo Brasil” que, nesta primeira fase, percorre cidades dos nove Estados do Nordeste brasileiro. Presente na manifestação, o SINDIPETRO-RN homenageou o ex-presidente e entregou-lhe um documento em que alerta para a privatização da Petrobrás e dos campos petrolíferos norte-rio-grandenses.

A Caravana chegou à cidade de Mossoró às 14h, onde foi recebida por petroleiros e trabalhadores de diversos setores, em frente à sede administrativa da Petrobrás (Base-34), às margens da BR-304. No centro da cidade, a recepção ao ex-presidente teve início logo depois, às 15h, e contou com a participação de artistas, militantes sindicais e de diversos movimentos sociais. Segundo a organização, o público foi o maior dentre as cidades já visitadas.


Antes de o ex-presidente Lula iniciar seu discurso, diversas lideranças políticas estaduais se revezaram no palanque, saudando a passagem da Caravana. Dentre os que repudiaram o golpe e defenderam a convocação de eleições, destacaram-se o presidente municipal do PCdoB, Gutemberg Dias; a vereadora e presidente local do PT, Isolda Dantas; a senadora Fátima Bezerra e o deputado estadual Fernando Mineiro (PT).

Após as intervenções de saudação, Lula subiu ao palanque para receber comendas e homenagens. Em nome do SINDIPETRO-RN, o secretário geral da entidade, Pedro Lúcio, entregou ao ex-presidente um Certificado de Reconhecimento por sua atuação em defesa da soberania nacional e da justiça social, além de um documento com informações sobre a indústria do petróleo no RN, a atuação da Petrobrás e as ameaças decorrentes das privatizações.

Em sua fala, Lula destacou o protagonismo da Petrobrás e dos bancos públicos para o desenvolvimento do país, além de denunciar as privatizações impostas pelo governo ilegítimo de Michel Temer. “No nosso governo, a Petrobrás passou a ser a segunda maior empresa petrolífera do mundo. Fortalecemos o Banco do Brasil e a Caixa Econômica num momento em que os Estados estavam se desfazendo dos seus bancos. Os que hoje estão à frente do País vão vender tudo. Vão entregar tudo para os Estados Unidos, para os europeus, para os chineses. Vão vender a Eletrobras, vão vender o Banco do Brasil, vão vender a nossa Casa da Moeda, isso é um absurdo”, disse o ex-presidente.

Ao final de sua intervenção, Lula destacou que ainda tem muito a fazer pelo País e pela retomada da Democracia. “Tenho 71 anos de idade mas me sinto com 30. Tenho muita energia e vontade de trabalhar pela felicidade de vocês” destacou o ex-presidente, ovacionado pelos presentes.

A Caravana “Lula pelo Brasil” segue agora para o Estado do Ceará, onde fará a primeira parada na cidade de Quixeré, localizada no Vale do Jaguaribe. Até quarta-feira, 30, Lula fará atos públicos em pelo menos quatro cidades cearenses e passará por outras nove, no trajeto final até o Estado do Maranhão.