Pular para o menu
1433189076
Contra o PL 4330

Mossoroenses protestam no Dia Nacional de Paralisações

Servidores e professores da UFERSA e da UERN aderiram ao movimento realizado no dia 29 de maio

01 de junho de 2015 às 17:04

“O meu direito ninguém vai terceirizar”. Esta frase foi repetida em alto e bom som pelas centenas de participantes do ato público contra o Projeto de Lei - PL 4330, as MPs 664 e 665, e em defesa de direitos trabalhistas ameaçados. A atividade marcou a passagem do Dia Nacional de Paralisações e Manifestações em Defesa dos Direitos dos Trabalhadores, e aconteceu na última sexta-feira, 29, na Praça Rodolfo Fernandes (Praça do PAX), em Mossoró.

Servidores e professores da UFERSA e da UERN, em greve por valorização profissional e por mais investimentos nessas instituições, também participaram ativamente da mobilização. As categorias entendem que a ampliação e a banalização da terceirização, representada pelo PL 4330, rebaixam a qualidade do ensino.

Para impedir que o PL seja aprovado pelo Senado, o representante da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), Neto Vale, entende que é preciso maior engajamento do povo nas causas político-sociais. “O esclarecimento da sociedade e a participação em ações de contestação e repúdio é fundamental para impedirmos a retirada de nossos direitos”, destacou Vale.  

O Dia Nacional de Paralisações e Manifestações foi promovido pela CTB, CUT, CSP-Conlutas, Intersindical, Nova Central e UGT. Além do SINDIPETRO-RN, também participaram das manifestações o SINDILIMP; SINTEST; SINDISERPUM; SINDIMETAL; Sindicato dos Bancários e dos Rodoviários; a Marcha Mundial das Mulheres e o Centro Feminista 08 de Março – CF8.

Compartilhar: