Pular para o menu
1358264062

Movimentos sociais brasileiros ratificam apoio ao governo Chávez

15 de janeiro de 2013 às 12:34

O Comitê Brasil com Chávez organizou na noite desta quinta-feira (10) um grande ato de apoio ao presidente da Venezuela, Hugo Chávez, na Embaixada do país em Brasília. Diversas organizações sociais participaram da mobilização. A CTB foi representada por seu secretário da Juventude Trabalhadora, Paulo Vinicius Silva, o PV.

A atividade aconteceu no mesmo dia em que a população venezuelana foi às ruas, mesmo sem a presença do presidente Chávez – que se encontra em Cuba, realizando tratamento médico – para defender a continuidade do processo da Revolução Bolivariana. Uma multidão foi até o Palácio Miraflores “tomar posse” e assegurar que a vontade dos mais de oito milhões que reelegeram Chávez nas eleições de outubro passado seja respeitada.

“Na Venezuela há uma Revolução e, como todas, é uma obra grandiosa, de milhões. Responde a necessidades muito profundas, a dilemas seculares, por isso sua força imensa, a encontrar caminhos e a forjar heróis, nessa simbiose tão especial que une o indivíduo e coletividades tão imensas”, afirmou PV, em artigo que pode ser lido neste link.

Brasil com Chávez

A “Campanha Brasil está com Chávez” nasceu da percepção de que o Brasil teve um papel político importante na disputa eleitoral travada na Venezuela durante as eleições presidenciais de sete de outubro de 2012, uma vez que a direita venezuelana e brasileira buscam impedir a continuidade e aprofundamento da chamada Revolução Bolivariana.

Por isso, partidos políticos, organizações sindicais, movimentos sociais e entidades estudantis brasileiras criaram a “Campanha Brasil com Chávez”, realizando diversas atividades em apoio à reeleição do presidente Chávez e ao povo venezuelano.

A atividade de solidariedade ao povo venezuelano contou ainda com a presença do embaixador da Bolívia, Jerjes Justiniano Talavera; do embaixador de Cuba, Carlos Rafael Zamora Rodríguez; e de membros do corpo diplomático do Equador.

 

Com informações do blog “Brasil com Chávez”

Compartilhar: