Pular para o menu
1488904277

Mulheres norte-rio-grandenses repudiam reforma da Previdência e dizem não à retirada de direitos

07 de março de 2017 às 13:31

destaque

Foto: Arquivo

No Rio Grande do Norte, tal como em todo o Brasil, o 8 de março – Dia Internacional da Mulher – será marcado pelas manifestações de protesto contra a reforma da Previdência e a onda neoliberal de ataques a direitos sociais e trabalhistas desfechada pelo governo ilegítimo de Michel Temer.

Ao estabelecer regras iguais para homens e mulheres, determinando 49 anos como tempo de contribuição e 65 anos como idade mínima para aposentadoria, a PEC 287 (Reforma da Previdência) ataca especialmente as mulheres, acabando com uma conquista que visa compensar minimamente a dupla jornada: a diferenciação da idade mínima.

Isto significa que, com salários menores, trabalhando mais e sem as mesmas oportunidades que os homens, as mulheres em empregos urbanos terão que trabalhar mais cinco anos; se forem servidoras públicas ou trabalhadoras rurais, mais dez anos; e se forem professoras da educação básica, mais quinze anos!

Em Natal, o Ato Público das mulheres em repúdio à reforma da Previdência e à retirada de direitos acontece nesta quarta-feira, 8, às 15h00, em frente ao prédio do INSS, na rua Apodi, Cidade Alta. Já, em Mossoró, a manifestação será realizada a partir das 8h30, na Praça do Pax, centro.

Compartilhar: