Pular para o menu
1382499352
Campanha Reivindicatória

Petrobrás garante que não haverá retaliações e Conselho da FUP orienta aceitação da proposta - Veja ACT Aqui

Representantes de entidades consideram que última proposta contemplou avanços

23 de outubro de 2013 às 00:35

destaque

Foto: Deivson Mendes

Depois de conseguir garantir, por escrito, que não haverá punições e retaliações da Petrobrás contra os grevistas, o Conselho Deliberativo da Federação Única dos Petroleiros – FUP decidiu orientar a categoria petroleira à aceitação da proposta de ACT e encerramento da greve. A decisão foi tomada na madrugada desta quarta-feira, 23, quando a Companhia apresentou uma nova redação para o documento, assumindo esse compromisso.  As assembleias começam nesta quarta-feira, 23.

De acordo com a nova proposta, a Companhia se dispõe a elevar o reajuste da RMNR de 8% para 8,56%, o que significa ganhos reais entre 1,82% e 2,3%. A Petrobrás também assegura o pagamento de um abono salarial de uma remuneração, sendo o menor valor pago de R$ 7.200; extensão para os aposentados e pensionistas que tenham ações transitadas em julgado dos três níveis conquistados pelos trabalhadores da ativa nos acordos de 2004/ 05 /06; e compromisso de exigir caução, seguro, garantia ou depósito bancário, das empresas prestadoras de serviço, no valor equivalente de 1% a 5% do valor global do contrato, a título de Fundo Garantidor.

Em relação aos dias parados, a Petrobrás concordou que não haverá descontos, nem reflexos, abonando metade do período e garantindo a compensação dos dias restantes.

Veja, aqui, a proposta da Petrobrás, na íntegra.

Arquivos anexados
AnexoTamanho
Proposta da Petrobrás.pdf740.08 KB
Compartilhar: