Pular para o menu
1314369451

Petrobras atribui queda na produção ao aumento na fiscalização

26 de agosto de 2011 às 11:37

A Petrobras divulgou nesta quarta-feira os dados da produção referentes a julho. De acordo com os números, a produção de petróleo da estatal no Brasil, de 1,968 milhão de barris diários apresentou queda de 3,8% frente ao mês anterior, o que configura o menor nível desde outubro de 2010. Já a produção de gás natural teve aumento de 8% em relação a julho do ano passado. Considerando a produção de óleo e gás, a Petrobras gerou 2,325 milhões de barris de óleo equivalentes por dia (boed), registrando uma queda de 3,5% em comparação a junho.

A Petrobras justificou a diminuição da produção como "consequência de um programa de manutenções em plataformas na Bacia de Campos". As unidades que tiveram operações suspensas no período foram a P-20, P-35 e P-37, no campo de Marlim, P-50, em Albacora e FPSO Capixaba, no Parque das Baleias, além de bases na corrente de Cabiúnas.

Já o presidente da estatal, Jose Sergio Gabrielli, afirmou que a queda se explica pelo aumento do nível de exigência oriundo das fiscalizações da Agência Nacional do Petróleo (ANP), Ministério do Trabalho e Marinha. Esse fato, segundo o executivo, interrompeu a atividade de algumas plataformas no período. Segundo o executivo, hoje há mais impeditivos que no passado. Entretanto, Gabrielli disse acreditar que a companhia irá atingir a meta desse ano: 2,1 milhões de barris médios.

Produção internacional

O volume de petróleo e gás natural dos campos situados nos países onde a Petrobras atua chegou a 242.899 barris de óleo equivalente por dia (boed), sendo 234.566 boed provenientes de empresas controladas pela Petrobras e 8.333 boed provenientes de empresas coligadas.

Esse volume indicou um aumento de 3,7% quando comparado à produção de junho de 2011, devido a ganhos de produtividade em Agbami, na Nigéria; e melhor desempenho dos poços das campanhas 2010/2011 em Medanito e em Puesto Peter, ambos na Argentina.

Fonte: NN

 

Compartilhar: