Pular para o menu
1307107019

Petrobras batiza plataforma que agregará 100 mil barris de petróleo à produção nacional

03 de junho de 2011 às 10:16

A Petrobras promove hoje (3), no Estaleiro BrasFels, em Angra dos Reis, no Rio, a solenidade de batismo da plataforma do tipo semissubmersível P-56.

Primeira unidade de produção construída inteiramente no Brasil, com índice de nacionalização de 72,9%, a P-56 será instalada no Campo de Marlim Sul, localizado na Bacia de Campos, e agregará à produção nacional, hoje de cerca de 2 milhões de barris de petróleo diários, mais 100 mil barris de óleo e 6 milhões de metros cúbicos de gás natural por dia quando operando à plena carga, no primeiro trimestre de 2012.

A P-56 ficará ancorada em local onde a profundidade é de1.670 metros, interligada a 21 poços, dos quais 10 serão produtores de petróleo e 11 injetores de água. Idêntica às plataformas P-51 e P-52, anova unidade de produção integra o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e é considerada pela Petrobras “um marco na indústria naval brasileira, uma vez que consolida a capacidade do país de construir plataformas desse porte em seu território”.

O contrato de construção da plataforma foi assinado em outubro de 2007 entre a Petrobras e o FSTP, consórcio integrado pelas empresas Keppel FELS e Technip. Para construí-la foram investidos aproximadamente US$ 1,5 bilhão e a obra gerou 4 mil empregos diretos e 12 mil indiretos no país.

Segundo o gerente de implementação de empreendimentos do Projeto Marlim Sul, Roberto Moro, a unidade, depois de batizada, seguirá para a Baía de Ilha Grande, em Angra dos Reis, onde terá sua construção concluída e passará pela etapa de testes e ajustes finais. Depois, será rebocada até a Bacia de Campos para ancoragem e interligação de poços. O início da produção no Campo de Marlim Sul está previsto para agosto, com uma vazão diária de 10 mil barris de óleo equivalente (petróleo e gás), por meio de um dos dez poços produtores previstos para a unidade.

A solenidade contará com a presença da presidenta Dilma Rousseff e do presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli. A P-56 operará no Módulo 3 de desenvolvimento de Marlim Sul. A plataforma terá como madrinha a deputada federal Luiza Erundina (PSB-SP). Também estarão presentes na cerimônia os diretores da Petrobras nas áreas de Exploração e Produção, Guilherme Estrella, de Abastecimento, Paulo Roberto Costa, de Gás e Energia, Graça Foster, e o diretor interino de Serviços, Roberto Gonçalves.

 

Fonte: Agência Brasil

Compartilhar: