Pular para o menu
1485462038

Petroleiros do RN aprovam Aditivo ao ACT e mantêm Estado de Greve

26 de janeiro de 2017 às 17:20

destaque

Foto: Arquivo

Com decisões aprovadas por expressivas maiorias, os trabalhadores e trabalhadoras da Petrobrás lotados em bases sediadas no Rio Grande do Norte decidiram acatar a última contraproposta de Aditivo ao Acordo Coletivo de Trabalho – ACT 2015/17 – apresentada pela companhia e manter o Estado de Greve.

As deliberações foram tomadas em Assembleia Geral, concluída nesta quinta-feira, 26, com a realização de 14 sessões deliberativas, promovidas em áreas administrativas e operacionais. No cômputo geral, foram registrados 96% de votos favoráveis à assinatura do Acordo e 95,1% pela manutenção do Estado de Greve com assembleia em sessão permanente.

A contraproposta de Aditivo ao ACT prevê reajuste salarial com reposição integral da inflação pelo ICV-Dieese (8,57%), retroativo a 1º/09, e nenhum direito a menos. Já, a manutenção do Estado de Greve, que implica deflagração do movimento a qualquer momento, é considerada uma demonstração de disposição de luta contra o desmonte do Sistema Petrobrás.

Nos demais Estados, os indicativos defendidos pelo Conselho Deliberativo da Federação Única dos Petroleiros – FUP – também estão sendo aprovados com votações significativas. De acordo com o cronograma de pagamento apresentado pela Petrobrás, o pagamento às bases que assinarem o Acordo até 27 de janeiro deverá ser efetuado em 8 de fevereiro.

Com o encerramento da campanha salarial e a preservação de direitos adquiridos, passam ao primeiro plano das lutas da categoria petroleira brasileira a defesa da integridade da Petrobrás, contra as privatizações e as vendas de ativos promovidas de forma obscura e a toque de caixa pela gestão entreguista de Pedro Parente.

 

ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA

Aceitação do Aditivo ao ACT

Assembleia Permanente e Estado de Greve

Favor

Contra

Abst

Total

Favor

Contra

Abst

Total

96,0

3,6

0,4

100

95,1

0,9

4,0

100

Compartilhar: