Pular para o menu
1498676493

Petroleiros norte-rio-grandenses reforçam greve geral e exigem saída de Pedro Parente

28 de junho de 2017 às 16:01

destaque

Foto: Arquivo

Nesta quarta-feira, 28, a Diretoria Colegiada do SINDIPETRO-RN deu andamento ao cronograma de reuniões e assembleias com vistas a intensificar a adesão da categoria petroleira ao Dia Nacional de Greve e Paralisações, agendado para a próxima sexta-feira, 30.

Convocada por nove centrais sindicais e diversos movimentos sociais, a mobilização tem como objetivos imediatos barrar as reformas trabalhista e previdenciária, além de exigir a renúncia de Michel Temer e a realização de novas eleições.

Ao lado das bandeiras unitárias do movimento, petroleiros e petroleiras de todo o Brasil estão aderindo ao Dia Nacional de Greve e Paralisações defendendo a palavra de ordem de “Fora Pedro Parente!”.

Notório lacaio do capital estrangeiro que recebeu de Temer a missão de esfacelar e privatizar a Petrobrás, Parente vem agindo com desenvoltura, repassando aos financiadores do golpe um patrimônio de bilhões, em processos totalmente obscuros, acobertados pela mídia.

Ruas

Além das paralisações nos locais de trabalho, os protestos reunindo a classe trabalhadora e a maioria do povo devem ganhar as ruas em centenas de cidades de brasileiras. No Rio Grande do Norte, as duas maiores cidades já têm manifestações agendadas.

Em Mossoró, a concentração tem início às 15h, na igreja católica do Alto de São Manoel. Com faixas e bandeiras, os manifestantes seguirão em caminhada até à Praça do PAX, onde será realizado um ato político-cultural promovido pelas centrais e sindicatos.

Em Natal, a concentração também acontece a partir das 15h, na esquina das avenidas Salgado Filho e Bernardo Vieira (IFRN). Em seguida, os manifestantes caminharão pela BR-101, em direção à Praça da Árvore, em Mirassol, onde será realizado o “Arraiá das Diretas Já!”.

Além dos petroleiros, já decidiram aderir à paralisação os Policiais Civis; Agentes Penitenciários; Trabalhadores da Educação (Estado e Município); Trabalhadores da Saúde (Estado e Município); Auditores Fiscais (Estado); Servidores Públicos Municipais (Natal); Servidores dos Institutos Federais de Educação; Rodoviários de Natal; Bancários; Servidores da UFRN; Eletricitários; e Trabalhadores em Confecções.

Compartilhar: