Pular para o menu
1341925021
Incidente no mar

Princípio de incêndio em lancha reforça críticas de trabalhadores

Em janeiro de 2011, Sindicato já denunciava problemas com a mesma embarcação

10 de julho de 2012 às 09:57

destaque

Foto: Arquivo

A lancha Imperial Penedo que transporta trabalhadores para as plataformas marítimas da Petrobrás no Rio Grande do Norte sofreu um princípio de incêndio na tarde do último domingo, 8 de julho. O incidente ocorreu quando a embarcação se encontrava nas proximidades da Plataforma Ubarana 8 (PUB-8). O fogo começou na praça de máquinas, mas foi debelado pela tripulação. Os seis passageiros que se encontravam embarcados foram transferidos para outra lancha.

Os trabalhadores especulam sobre as possíveis causas do incidente, que geram dúvidas com relação à qualidade da manutenção. O Sindicato volta a cobrar da Petrobrás a apresentação dos planos de manutenção de todos os equipamentos envolvidos com operações de transporte de trabalhadores. Diretores da entidade também já entraram em contato com o gerente geral da UO-RNCE para reivindicar participação na apuração do incidente.

A situação da Imperial Penedo não é novidade. Em janeiro de 2011, o Sindicato já cobrava mais segurança nos transportes para as plataformas marítimas do Estado, citando, especificamente, as condições dessa lancha.  Naquela oportunidade, os trabalhadores queixavam-se da precária estabilidade, desconforto e da inexistência de condições operacionais adequadas para utilização da famosa “cordinha” quando do embarque na plataforma.

O expediente foi encaminhado ao então Gerente Geral da UO-RNCE, Joelson Falcão, que respondeu, dizendo “com relação à segurança, conforto e estabilidade da embarcação, informamos que a mesma atende às condições legais e normativas para o transporte de pessoas, tendo sido certificada em inspeção da Marinha do Brasil”. Ainda segundo o então gerente geral, a substituição da Imperial Penedo somente viria a acontecer após a instalação nas plataformas de um equipamento conhecido como “surf landing”.

Compartilhar: