Pular para o menu
1313590262

Procon constata aumento no preço dos combustíveis em Natal

17 de agosto de 2011 às 11:11

Uma Pesquisa realizada pelo Instituto Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor de Natal (Procon Natal), no último dia 10 de agosto, junto a 128 postos de combustíveis de Natal e Nova Parnamirim constatou aumento médio de 0,85% no etanol e de 1,64% no preço da gasolina comum vendida em Natal.

A gasolina aditivada também subiu (+1,09%), assim como o gás de cozinha (+0,99%). O diesel e o gás natural veicular (GNV) mantiveram-se estáveis nos últimos quinze dias.

GASOLINA

O litro da gasolina comum está custando R$ 2,712 (média), contra R$ 2,668 constatado na última pesquisa feita pelo Procon Natal, há quinze dias. A diferença entre o maior (R$ 2,759) e o menor preço (R$ 2,570) da gasolina é de 7,35%, equivalendo a dezenove centavos por litro, o que significa que compensa pesquisar antes de abastecer. O menor preço constatado pela pesquisa foi R$ 2,570 e o maior, R$ 2,759. O preço mais comum é R$ 2,720 (37% dos postos).

Em 68,3% dos postos (84 estabelecimentos) a gasolina custa entre R$ 2,720 e R$ 2,750/litro, e em cerca de 15% os preços estão entre R$ 2,570 e R$ 2,670.

ETANOL


O preço médio do etanol está agora em R$ 2,256, contra R$ 2,237 constatado há quinze dias, representando 0,85% de aumento. Hoje o preço do etanol corresponde a 83% do valor da gasolina, o que significa que não é vantagem para o consumidor que possui veículo flex, abastecê-lo com etanol; para ser vantajoso para o consumidor, o preço do etanol deve ser, no máximo, 70% do valor da gasolina.

O maior preço constatado pela pesquisa do Procon Natal foi R$ 2,390 (02 postos) e o menor, R$ 2,140 (02 postos). Os preços mais comuns são R$ 2,250 (39 postos) e R$ 2,290 (39 postos)

DIESEL, GÁS NATURAL VEICULAR (GNV) E GÁS DE COZINHA

O diesel mantém-se no patamar de R$ 2,022/litro, mesmo preço vigente desde maio/2011. Os preços vão desde R$ 1,970 até R$ 2,090/litro, sendo R$ 2,050 (48 postos) e R$ 1,990 (42 postos) os preços mais comuns.
O gás natural veicular mantém-se estável (de R$ 1,962/m3 para R$ 1,961/m3). O preço mais comum é R$ 1,990/m3, encontrado em 56% dos postos que vendem esse tipo de combustível. O menor preço é R$1,900/m3, encontrado em 28% dos estabelecimentos.


O gás de cozinha (botijão de 13 kg) foi encontrado em apenas dezessete postos dos 128 pesquisados, e registra o preço médio de R$ 41,47, contra R$ 41,06 detectados na última pesquisa. Os preços variam de R$ 40,00 (06 postos) a R$ 45,00 (um posto), o botijão de 13 kg, e o preço mais comum é R$ 42,00.

COMBUSTÍVEIS MAIS CAROS NA ZONA SUL


Todos os combustíveis pesquisados custam mais caro nos postos da zona Sul/Nova Parnamirim, sendo que o etanol também custa mais nos postos da zona Norte.
O preço médio do etanol na zona Sul/Nova Parnamirim é R$ 2,272; na zona Norte custa R$ 2,269, contra R$ 2,212 – mais barato – na zona Oeste. A gasolina comum custa, em média, R$ 2,730 nos postos localizados na zona Sul, e R$ 2,682 na zona Leste/Centro.

Fonte: DN Online

Compartilhar: