Pular para o menu
1462377037
Setor Privado

PROGEL garante Acordo Coletivo Emergencial aos contratados

Empresa também vai negociar e implantar o ACT -2016/2017, que tem data base em maio

04 de maio de 2016 às 12:50

destaque

Foto: Deivson Mendes

O SINDIPETRO-RN pede ajustes da redação do documento, para garantir o cumprimento das cláusulas salariais e a manutenção dos benefícios socioeconômicos dos trabalhadores já mantidas pela empresa após assinatura do contrato de prestação de serviço para a Petrobrás.

Durante a reunião, realizada segunda-feira (02), na sede do SINDIPETRO-RN em Mossoró, entre a diretoria do sindicato e o setor jurídico da Progel Engenharia, a empresa garantiu que os ajustes do acordo serão efetuados até sexta-feira (06), após análise de ambas as partes.

Estiveram na reunião os diretores do SINDIPETRO-RN, Pedro Idalino, Manoel Assunção e o assessor sindical, Aldeirton Pereira. À advogada, Lígia Duarte e à bióloga, Monick Souza, representaram o diretor da PROGEL, Gutemberg Dias. Entre os pontos discutidos com as partes (Sindicato e PROGEL), estão: o pagamento de auxílio funerário; auxilio transporte, seguro de vida, entre outras cláusulas.

ACT - 2016/2017 – Ainda durante a reunião, a advogada afirmou o compromisso da empresa em implantar o plano de cargos carreiras e salários no novo Acordo Coletivo de Trabalho – ACT -2016/2017 que tem data base em maio. Segundo o diretor Pedro Idalino, as negociações para este novo acordo acontecem ainda este mês, bem como a construção da proposta com a categoria. A PROGEL mantém hoje, 44 funcionários, sendo apenas 27 enquadrados na área de petróleo e gás. A empresa atua em três cidades do Rio Grande do Norte: Natal, Mossoró e Alto do Rodrigues.