Pular para o menu
1386015327
INSEGURANÇA

Repar minimiza acidente; Sindicato contradiz e divulga vídeo

Incêndio foi bravamente combatido pelos trabalhadores da Brigada de Emergência da Refinaria

02 de dezembro de 2013 às 17:15

A Direção da Refinaria Presidente Getúlio Vargas (Repar) enviou comunicado à toda força de trabalho da unidade na última sexta-feira (29) diminuindo o grave acidente ocorrido na noite do dia anterior. Para os gestores da Repar, apenas “houve um princípio de incêndio na Unidade de Destilação U-2100”. A mesma informação deturpada foi repassada à imprensa, que soube do acidente através dos avisos de pauta enviados pelo Sindipetro Paraná e Santa Catarina. 

Ocorreram várias explosões na U-2100, com chamas ultrapassando a altura dos 50 metros. O incêndio foi bravamente combatido pelos trabalhadores da Brigada de Emergência da Refinaria e levou quase duas horas para ser controlado.

O Sindicato há tempos alerta a empresa sobre os riscos de acidentes na Repar, mas não tem sido ouvido. Preocupado com a situação, em agosto deste ano protocolou um dossiê com mais de 500 páginas no Ministério Público do Trabalho da 9ª Região, onde denunciou o efetivo insuficiente de trabalhadores, os altos índices de terceirização, sobretudo na manutenção industrial, e a redução de custos na conservação dos equipamentos em função do Procop (Programa de Otimização dos Custos Operacionais).

Missão heroica
Durante o combate ao incêndio, os brigadistas da Repar sofreram com exposição a níveis elevados de benzeno, uma substância altamente cancerígena, e outros produtos tóxicos. Doze horas após o incêndio ainda foram registrados altos índices de benzeno na atmosfera da área industrial. Um dos muitos impactos negativos da redução de efetivo e do Procop é justamente a falta de treinamento adequado das equipes de emergência. 

Cabe destacar o ato heroico dos brigadistas. Colocaram suas vidas em risco para salvar a dos seus companheiros(as). O trabalho se deu muito próximo ao fogo e ainda não se sabe o impacto na saúde. A única certeza, por hora, é a da bravura desses trabalhadores.

Confira o vídeo com imagens inéditas do acidente:

Compartilhar: