Pular para o menu
1378493659

Segundo dia do Congresso da CTB discute reformas para País avançar

06 de setembro de 2013 às 15:54

destaque

Foto: Arquivo

O segundo dia do 3º Congresso Nacional da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil - CTB começou com uma das discussões mais pertinentes da atualidade para os movimentos sociais: o debate sobre o Projeto Nacional de Desenvolvimento com Valorização do Trabalho e as reformas necessárias ao avanço do País. Com abordagens que enfatizaram aspectos econômicos e sociais, os palestrantes destacaram o protagonismo da classe trabalhadora brasileira ao criar um momento político propício à conquista de direitos.

Para o diretor do SINDIPETRO-RN, Marcieli de Souza, o caminho ideal para a concretização da diretriz que aponta no sentido de "Avançar nas mudanças com valorização do trabaho" implica a "unificação de todas as vertentes da classe trabalhadora, por intermédio das centrais sindicais", pois, na opinião do diretor, "os movimentos sociais precisam superar suas diferenças, buscando conquistar a concretização das reivindicações de interesse comum".

Também compartilham desse entendimento dois outros integrantes da delegação do SINDIPETRO-RN presentes ao Congresso: Rafael Matos e Pedro Gois. Para ambos, a unidade de ação entre as diferentes correntes atuantes no movimento não significa ter que abrir mão das próprias ideias, ao contrário. "A pluralidade enriquece o debate e fortalece a unidade na luta".

Propostas - O debate das Teses ao 3º Congresso da CTB terá início ainda nesta quinta-feira, 23. O coordenador geral do SINDIPETRO-RN, José Araújo, deverá propor a incorporação da reforma do Judiciário à Pauta da classe trabalhadora defendida pela CTB, e que já contempla, entre outras bandeiras de luta, o arquivamnto do PL 4330 da terceirização; o fim do fator previdenciário; e a democratização da mídia.

Compartilhar: