Pular para o menu
1460041998

Semana decisiva exige mobilização da categoria petroleira

07 de abril de 2016 às 12:13

destaque

Foto: Gilson Sá

A próxima semana (11 a 17/04) será decisiva para o desfecho de diversas lutas empreendidas pela categoria petroleira. Tanto no que diz respeito a interesses específicos quanto no que se relaciona às pautas mais gerais da classe trabalhadora brasileira. Em razão disso, o SINDIPETRO-RN participa de agenda nacional estabelecida pelo movimento sindical petroleiro, envolvendo ações conjuntas entre a FUP e a FNP, e também desenvolve programação própria.

Já, na próxima segunda-feira, 11, em Brasília, os dirigentes sindicais trabalharão em duas frentes: no Tribunal Superior do Trabalho – TST e na Câmara Federal. Na Corte, os sindicalistas farão visitas aos ministros responsáveis pelo julgamento da ação sobre a RMNR, previsto para a próxima terça-feira, 12. No Legislativo, os representantes acompanharão os trabalhos da Comissão Especial do PL 4567/16, que visa retirar a Petrobrás da exploração do pré-sal e entregá-lo às multinacionais do petróleo.

A Comissão deverá definir nomes para compor as seis mesas de debate sobre os diversos temas relacionados ao projeto. Estão previstas duas mesas por semana (terça à tarde e quinta pela manhã), nas próximas semanas, entre os dias 19/04 e 10/05. O tema do primeiro debate será: “A Experiência Internacional da Contratação de Áreas Exploratórias: O regime de concessão e o regime de partilha de produção”.

Fechando a agenda da pauta específica, na quinta-feira, 14, e na sexta-feira, 15, serão realizadas reuniões das Comissões de Acompanhamento do Acordo Coletivo de Trabalho com a Direção da Petrobrás. As atividades acontecem na sede da companhia, no Rio de Janeiro, envolvendo questões relacionadas à AMS, SMS e Terceirização.

Geral

Na pauta geral, além da luta contra o PL 4567/16, os trabalhadores e trabalhadoras do petróleo são chamados a somar esforços com outras categorias profissionais e movimentos sociais, a fim de defendermos o Estado Democrático de Direito. Na sexta-feira, 15, durante a jornada nacional de mobilização contra o golpe, participando dos atos, protestos e paralisações. No domingo, 17, reforçando as Vigílias pela Democracia, que serão realizadas em centenas de cidades brasileiras, reunindo milhões de pessoas para acompanhamento da votação no Congresso.

O SINDIPETRO-RN conclama os petroleiros e petroleiras do Rio Grande do Norte a dialogarem com os deputados federais que ainda se encontram indecisos e convencê-los a votar pela Democracia. Impeachment só pode ser aplicado em caso de comprovação de crime de responsabilidade e a presidenta Dilma nem sequer é acusada de um. A Câmara Federal, presidida pelo réu Eduardo Cunha, conduz um processo de impeachment ilegal e isto é golpe!

Visite http://www.mapadademocracia.org.br/

Compartilhar: