Pular para o menu
1415274134
Brasil

Senado aprova projeto de Inácio contra assédio moral no trabalho

CCJ aprovou, quarta-feira (5), PL que veda a prática desse crime no serviço público

06 de novembro de 2014 às 08:42

destaque

Foto: Arquivo

Para o senador Inácio Arruda, “o assédio moral é execrável em qualquer ambiente de trabalho, mas torna-se ainda mais reprovável quando se trata do serviço público, em que o eventual exercício de cargos de chefia se dá em nome do interesse público e deve ser pautado pelos princípios constitucionais da impessoalidade e da moralidade”.

Pelo projeto, fica proibido ao servidor público coagir moralmente subordinado, através de atos ou expressões reiteradas que atinjam a sua dignidade ou criem condições de trabalho humilhantes ou degradantes, abusando da autoridade conferida pela posição hierárquica.

“O assédio moral é uma prática execrável, que deve ser extirpada das relações de subordinação empregatícia, ainda mais no serviço público, onde o Estado é o empregador e o bem comum é sempre a finalidade”, sustentou o relator da matéria, senador Pedro Taques (PDT-MT).

O projeto ainda será votado em turno suplementar pela CCJ - Comissão de Constituição e Justiça. Após esse segundo turno de votação, se não houver recurso para votação pelo Plenário do Senado, o projeto será encaminhado para a Câmara dos Deputados.

Portal Vermelho
Compartilhar:

Comentários

Comentar

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.