Pular para o menu
1312394389
HOMENAGEM

Senado relembra 25 anos da morte do potiguar Câmara Cascudo

Cascudo faleceu em julho de 1986, aos 87 anos. Entre suas principais obras está o Dicionário do Folclore Brasileiro

03 de agosto de 2011 às 14:59

Nesta quarta-feira, dia 03, Luís da Câmara Cascudo foi lembrado em uma homenagem do Senado Federal, que marca a passagem dos 25 anos anos de sua morte. O folclorista potiguar faleceu em 30 de julho de 1986, aos 87 anos.

Câmara Cascudo foi autor de 74 livros, metade deles dedicados à cultura popular, com destaque para o Dicionário do Folclore Brasileiro (1952), Contos Tradicionais do Brasil (1946) e Geografia do Brasil Holandês (1956). Cascudo também  foi professor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), onde dedicou-se à pesquisa das manifestações culturais brasileiras.

Cativo do rol dos intelectuais mais influentes do país, já fora homenageado com a estampa de seu rosto na nota de 50 mil cruzeiros, que circulou no Brasil no início da década de 90.

Compartilhar: