Pular para o menu
1368455390
Atentado à Soberania

Sindicato convida categoria a repudiar leilões de petróleo

Ato público será realizado nesta terça-feira, 14/05, às 7h30, na entrada da Sede Administrativa, em Natal

13 de maio de 2013 às 11:29

destaque

Foto: Arquivo

O SINDIPETRO-RN promove, nesta terça-feira, 14/05, um Ato Político de repúdio à realização da 11ª Rodada de Licitação de Blocos Exploratórios de Petróleo e Gás Natural. A manifestação será realizada a partir das 7h30, em frente ao portão principal de acesso à Sede Administrativa da Petrobrás, em Natal.

No certame, a ANP pretende leiloar 289 áreas, sendo 123 em terra e o restante no mar. Os blocos escolhidos estão situados em 11 bacias sedimentares, localizadas nas regiões norte e nordeste do País, e no Estado do Espírito Santo. Somente na Bacia Potiguar, que se estende até o vizinho Estado do Ceará, estão em oferta 30 blocos, sendo 20 em terra e 10 no mar.

A realização de leilões de petróleo foi uma prática instituída pelo governo FHC para privatizar uma de nossas maiores riquezas. Desde então, mais de 75 empresas privadas – a grande maioria, multinacionais – foram beneficiadas com a concessão de 765 blocos.

Para a 11ª Rodada, 64 empresas se habilitaram, dentre as quais, gigantes do setor, tais como Shell, Chevron, Exxon, BP, Total, Statoil, Repsol e Sinopec. Segundo estimativas da própria ANP, acredita-se que os 289 blocos ofertados possam conter, pelo menos, 35 bilhões de barris de óleo in situ o que corresponderia a um volume recuperável de, pelo menos, sete bilhões de barris. Este volume representa quase metade das reservas brasileiras reconhecidas, estimadas, hoje, em 14,5 bilhões de barris.

Compartilhar: