Pular para o menu
1436794722
Qualificação

SINDIPETRO-RN busca apoio para curso de operacionalização offshore

Ideia é ampliar capacitação da mão de obra para atuar em eventual exploração do Campo de Pitú

13 de julho de 2015 às 10:38

destaque

Foto: Deivson Mendes

Discutir a implantação de um curso voltado à operacionalização offshore a fim de ampliar a capacitação de trabalhadores e trabalhadoras para o setor petróleo em Mossoró e região. Estes foram os objetivos da reunião de diretores do SINDIPETRO-RN com o secretário interino de Desenvolvimento Econômico e Trabalho daquele município, Luiz Antônio. O encontro foi realizado na última quinta-feira, 9, e contou com a participação dos dirigentes sindicais Manoel Assunção, Márcio Dias e Pedro Idalino, além da vereadora Maria Izabel de Araújo Montenegro.

A ideia é aproveitar a vinda de um navio sonda da Petrobrás, que tem previsão para ancorar em águas potiguares em meados de agosto, a fim de perfurar o segundo poço no campo de Pitú (Bacia Potiguar), e disponibilizar mão de obra qualificada, caso seja determinada a antecipação da produção. Para tanto, foi pensada uma parceria entre a Prefeitura de Mossoró e o SENAI, com a orientação do SINDIPETRO-RN. “Nosso intuito é facilitar a qualificação da mão de obra local para o serviço em alto mar, visto que são necessários cursos complementares para o exercício da função nesta modalidade”, esclareceu o diretor Pedro Idalino.

Já, Manoel Assunção reforça que a qualificação a ser feita por meio do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – SENAI é voltada para a operacionalização, o que viria a se somar à formação dos mossoroenses que já atuam, ou atuaram, na área do petróleo. “Já sabemos que Pitu tem forte potencial para exploração, sendo que isso foi constatado no primeiro poço perfurado pela Petrobrás. Queremos que o segundo possa confirmar essa expectativa trazendo ainda mais benefícios econômicos para região, possibilitando a qualificação dos trabalhadores”, explica o diretor.

Esta iniciativa do SINDIPETRO-RN, segundo o secretário municipal, Luiz Antônio, é muito bem vista pela Prefeitura de Mossoró, principalmente, por trazer mais oportunidade de emprego para a cidade. “O prefeito Francisco da Silveira Junior já havia manifestado interesse em melhorar a mão de obra para a exploração e perfuração de poços, e vamos trabalhar para que essa ideia seja realizada o mais breve possível”, declarou. Industrial – SENAI é voltada para a operacionalização, o que viria a se somar à formação dos mossoroenses que já atuam, ou atuaram, na área do petróleo. “Já sabemos que Pitu tem forte potencial para exploração, sendo que isso foi constatado no primeiro poço perfurado pela Petrobrás. Queremos que o segundo possa confirmar essa expectativa trazendo ainda mais benefícios econômicos para região, possibilitando a qualificação dos trabalhadores”, explica o diretor.

Entre os participantes da reunião, foram acertados alguns encaminhamentos visando à continuidade do Projeto. Entre eles, a realização de uma reunião com o prefeito de Mossoró, que também é presidente da Federação dos Municípios do Estado do Rio Grande do Norte – FEMUR, com o intuito de ampliar a ação, firmando parcerias entre os prefeitos das cidades produtoras de petróleo para a realização dos cursos; e a realização de uma Audiência Pública na Câmara Municipal de Mossoró.

Pontapé inicial – Por acreditar na ideia, a Diretoria do SINDIPETRO-RN já saiu na frente em busca do apoio do SENAI, em Mossoró. A entidade foi recebida pelo diretor da instituição, Francisco Moreira Maia, e pelo o vice-diretor, Ricardo Alex, que já demonstraram interesse na implantação do projeto. Segundo Francisco Maia, o SENAI possui um cadastro nacional de cursos que podem ser demandados para aplicação em Mossoró. “Na grade da instituição, temos cursos em cidades que abarcam esse tipo de mão de obra, e vamos trabalhar para que os mesmos sejam oferecidos em nossa cidade”, declarou o diretor.

 

Compartilhar: