Pular para o menu
1403113417
Acidente

Tanque de água estoura em estação produtora da Central Resources

Sobrecarga provocada por erro do sistema, que está em fase de testes, teria sido a causa provável

18 de junho de 2014 às 14:43

destaque

Foto: Deivson Mendes

O estouro de um tanque de água do sistema de combate a incêndio na estação produtora de petróleo  de Ponta do Mel, da Central Resources, na última quarta-feira, 16, veio confirmar uma realidade já denunciada pelo SINDIPETRO-RN. O acúmulo de funções e as longas jornadas de trabalho, com o consequente estresse, aumentam o risco de acidentes e não podem ser ignorados. Apesar de o processo de apuração estar na fase inicial, informações iniciais do sinistro confirmam que a Estação operava com riscos iminentes.

Segundo informações, o tanque de “fibre” suporta 60 m³ de água e ficou sobrecarregado por um erro do sistema, que está em fase de teste. No momento, havia somente um operador da estação, quando o contingente mínimo para operação da Unidade é de quatro trabalhadores. Felizmente, o funcionário que presenciou o acidente não se feriu, embora esteja emocionalmente abalado.

De acordo com apurações realizadas pelo SINDIPETRO-RN, há muitos relatos de apreensão no ambiente de trabalho. “Uma total falta de desrespeito com o desempenho funcional e emocional do trabalhador”, opinou o diretor do Sindicato, Pedro Idalino. O diretor justifica que o trabalhador fica sujeito a ter que realizar serviços mecânicos e sistêmicos por falta de apoio técnico.

A Petrobrás foi comunicada sobre o acidente e enviou o fiscal do contrato, Carlos Silva, para iniciar o processo de perícia e apuração das causas da explosão. A assessoria de imprensa do SINDIPETRO – RN tentou entrar em contato com os responsáveis da Estatal no Canto do Amaro com objetivo de levantar mais informações, mas até agora não obteve retorno.

O Sindicato está fazendo um levantamento sobre esse e outros casos a fim de cobrar da Central Resources medidas emergenciais para coibir esse desrespeito contra a integridade e a vida do trabalhador. A pretensão é apresentá-lo na próxima reunião de discussão do ACT 2014/2015, que deverá ser realizada até o fim de junho.

Compartilhar: