Pular para o menu
1312987413

Terceirizados da saúde do Estado ameaçam greve

10 de agosto de 2011 às 11:43

Os trabalhadores que prestam serviços às empresas terceirizadas Safe e JMT estão mais uma vez com os salários atrasados. Responsáveis pelos setores de serviços gerais de todas as unidades de saúde do estado, eles ameaçam parar as atividades nesta sexta-feira (12).

Há vários meses os trabalhadores enfrentam problemas de atraso de pagamento e as empresas alegam que que têm dificuldade para pagar em função de uma dívida referente aos meses de outubro, novembro e dezembro de 2010. Há ainda atrasos quantos aos repasses contratuais do governo às prestadoras de serviço relativos o governo também está devendo aos meses de junho e julho deste ano.

A empresa JMT orientou seus funcionários lotados em repartições estaduais de saúde a suspender os serviços na sexta-feira. Esses trabalhadores são os responsáveis pela limpeza dos hospitais, além de setores como copa e cozinha.

A paralisação, segundo nota envida pelo Sindicato dos Trabalhadores em Saúde (Sindsaúde) ameaça a manutenção do atendimento nas unidades estaduais. Em protesto, o sindicato realiza um ato público na tarde desta quarta-feira (10), às 15h, em frente ao Hospital Walfredo Gurgel, em Natal.

Fonte: Tribuna do Norte Online

Compartilhar: