Pular para o menu
1432840223

Todo apoio à paralisação de 29 de maio!

Movimento prepara a greve geral caso Congresso e Governo insistam em aprovar o PL 4330, as MPs e o ajuste fiscal

28 de maio de 2015 às 16:10

destaque

Foto: CTB

A categoria petroleira norte-rio-grandense está atenta e mobilizada. Na próxima sexta-feira, 29, trabalhadores e trabalhadoras de empresas dos setores público e privado estarão reforçando o Dia Nacional de Paralisações e Manifestações em Defesa dos Direitos Trabalhistas. Referendado pelo 30º CEPETRO-RN, o movimento está sendo articulado conjuntamente pela CTB, CUT, CSB, CSP-Conlutas, Intersindical, Nova Central e UGT, devendo abranger todos os ramos profissionais. O objetivo é elevar o tom dos protestos contra os ataques aos direitos trabalhistas, preparando a greve geral, caso o Congresso Nacional e o Governo Federal insistam em aprovar o PL da Terceirização (4330), as MPs 664 e 665 e o ajuste fiscal.

Para o presidente nacional da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil – CTB, Adilson Araújo, o PL 4330, recentemente aprovado na Câmara dos Deputados e que agora se encontra no Senado, é a sepultura da CLT e o reino da total insegurança jurídica para a classe trabalhadora. “Um retrocesso capaz de remeter as relações entre patrões e empregados para o início do século passado”, disse o cetebista. Já, para a socióloga e mestranda em economia pela Unicamp, Juliane Furno, a terceirização procura esconder sua verdadeira face. “Ela é a retomada das taxas de lucro das grandes empresas com o estrangulamento do trabalho”. Para a pesquisadora, com a aprovação do Projeto, “as mulheres que já ganham menos e têm os empregos mais precários, serão ainda mais prejudicadas”.

Compartilhar: